Fortes chuvas causam estrago em vários pontos de Rio Bonito

Além dos alagamentos nas ruas, Hospital Darcy Vargas sofreu com vazamentos

A forte chuva que castigou Rio Bonito na noite de segunda-feira segue trazendo transtornos ao município. Foram muito os relatos de enchentes, vazamentos e outros danos causados pelas águas. A Defesa Civil segue trabalhando junto com funcionários da prefeitura na desobstrução de bueiros. Além disso, houve registro de deslizamentos de terra. Apesar dos problemas, não houve relatos de feridos e desabrigados.

Segundo o relatório da Defesa Civil, o volume pluviométrico foi de 99 mm³ em um curto período de tempo, o maior volume de chuva do estado do Rio de Janeiro, na frente de Campo dos Goytacazes com 75mm³ e Saquarema, que também sofreu danos com o último acontecimento.

As chuvas foram tão intensas que nem mesmo o Hospital Darcy Vargas escapou dos problemas. Apesar de todas as obras que a unidade tem passado desde que a Comissão Interventora tomou posse na unidade, o local teve vazamento de água pelo teto e até o centro cirúrgico sofreu com inundações.

Água vazando pelo teto no Hospital Darcy Vargas. Vídeo: Reprodução/Facebook

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da unidade explicou que “elaborou um plano de ação prioritário nesta terça-feira (17), junto ao prefeito de Rio Bonito, Leandro Pereira Netto ‘Peixe’, para reforma e manutenção de todo o telhado da unidade”.

A Comissão Interventora também informou que já iniciou uma força tarefa para definir quais medidas serão tomadas de imediato para resolver de uma vez por todas a situação do telhado. Segundo, Flávio Pimentel, coordenador da equipe de Manutenção, os problemas atuais são as telhas antigas e as calhas com pouca vazão, que já não são trocadas há bastante tempo.

A engenheira da unidade, Mariana Neves, ratificou a versão dada por Pimentel e detalhou como isso prejudicou na contenção da chuva.

“Muitas danos no telhado foram ocasionados devido a obra realizada pela antiga gestão com levantamentos de vigas de ferro, o que resultou em cortes na laje e inclusive no telhado. São vigas por toda parte do hospital onde ocorreu a maior parte do vazamento. É preciso trocar todas as telhas, que são antigas e estão muito danificadas”, explicou Mariana.

A Comissão Interventora declarou que planeja efetuar uma reforma completa na cobertura, com a troca de todas as telhas e manutenção de toda estrutura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 12 =