Foco na escola em tempo integral

Wellington Serrano –

Pré-candidato do PDT ao governo do estado, Omar Catito vê a possibilidade de construir o projeto de escola em tempo integral. Conhecedor da indústria naval da cidade afirma que sabe como ajudar.

Aos 60 anos, o empresário Omar Resende Peres Filho (PDT), conhecido como “Catito”, não vê problema em ser um estreante na política. “Os políticos tradicionais carregam o passivo do desgaste e da crise em nosso Estado. A população quer votar em quem, de fato, represente mudança e renovação”, aposta.

Nessa semana ele se reuniu com os caciques e a base do PDT para construir a possibilidade de ser o pré-candidato do partido ao governo do estado do Rio de Janeiro nas eleições do próximo ano. “Conversei com o Lupi e Ciro. Almoçamos e avançamos com essa possibilidade que pode ser viável”, contou.

Catito avalia que, neste sentido, foi proveitoso o encontro que teve com a Juventude Nacional do Partido. “Mostrei minhas ideias e, sobretudo, a oportunidade que pode ser colocada com minha candidatura. A conversa foi ótima e demos um passo importante para esse objetivo, ou seja, o PDT com candidato ao Governo do Rio”, disse.

Nascido em Leopoldina, na Zona da Mata mineira, em uma família tradicional de pecuaristas, o empresário tem fama de ser “toque de Midas”, em referência ao rei que transformava em ouro tudo o que colocava as mãos. Ele já foi gerente de um banco em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e dono de uma rede de hotéis e restaurantes. Ficou conhecido nacionalmente depois de ter comprado, a “preço de banana”, o endividado Estaleiro Mauá, em Niterói, no Rio de Janeiro, e o vendido por milhões de dólares (ele não revela o valor).

Se eleito governador, sua principal bandeira é a escola em tempo integral e, fora isso, afirma ter um grande projeto para retomada do crescimento econômico e criação de empregos, sendo a indústria naval a base para esse objetivo”.

Como conhece de perto o setor naval de Niterói, Catito disse que vai ajudar a região. “Como tive uma grande participação neste setor, tendo sido dono do Estaleiro Mauá e presidente do Sinaval, tenho experiência para afirmar a importância desse setor para todo o Estado, particularmente Niterói, São Gonçalo e Maricá, além de outras cidades, incluindo o Norte fluminense”.

De onde vem o apelido “Catito”, ele confirma que é da música do Nat King Cole. “Eu era criança, com cinco anos, e gostava de cantar a música Catito. Uma amiga da minha mãe começou a me chamar de Catito e ficou… Gosto muito”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *