Fluminense goleia Bangu e garante vaga nas semis da Taça Guanabara

O Fluminense não encontrou dificuldades para derrotar o Bangu por 4 a 0 em partida disputada na tarde deste domingo, no estádio Los Larios, em Xerém. O resultado fez o Tricolor das Laranjeiras chegar aos 12 pontos, confirmar a liderança do Grupo C e garantir a classificação para as semifinais da Taça Guanabara, nome dado ao primeiro turno do Campeonato Carioca. O Bangu segue sem vencer na competição e ocupa a última colocação da chave, com dois pontos ganhos.

O time dirigido por Abel Braga, que ainda não sofreu gols na competição, precisou de apenas 25 minutos para construir a vitória. Com toques rápidos, o Fluminense dominou completamente o adversário e estabeleceu a ótima vantagem com dois gols de Henrique Dourado e um de Gustavo Scarpa. No segundo tempo, o time caiu de produção, mas acabou marcando o quarto tento com Osvaldo, que tinha desperdiçado uma cobrança de pênalti. O Bangu se mostrou uma equipe batalhadora, mas não conseguiu incomodar o adversário, apesar de apelar freqüentemente para os cruzamentos em busca do uruguaio Loco Abreu.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Volta Redonda, no Giulite Coutinho, em Mesquita. O Bangu vai visitar o Resende no estádio do Trabalhador.

O jogo – Debaixo de sol forte e muito calor, os dois times começaram a partida em ritmo lento, mas o Fluminense mostrava mais disposição ofensiva. Aos três minutos, após dois cruzamentos na área, o meia Sornoza apanhou o rebote e bateu forte, mas a bola encobriu o travessão defendido pelo goleiro Márcio.

Um minuto depois, o Fluminense marcou o primeiro gol. Após boa troca de passes, Lucas investiu pela direita, entrou na área e rolou para Henrique Dourado empurrar a bola para as redes.

Depois de obter a vantagem, a equipe dirigida por Abel Braga seguiu pressionando, enquanto o Bangu encontrava dificuldades para se defender e não conseguia fazer a bola chegar ao atacante Loco Abreu.
Aos 12 minutos, Sornoza fez grande lançamento para a entrada de Lucas, mas Anderson Pena desviou o cruzamento do lateral. Logo depois, o meia equatoriano recebeu na entrada da área, driblou Leonardo Luiz e bateu para boa defesa de Márcio que espalmou para escanteio.

Aos 16 minutos, o Fluminense ampliou. Sornoza recebeu na esquerda e viu a entrada de Gustavo Scarpa. Ele lançou o meia que, da entrada da área, mandou uma bomba sem defesa para o goleiro Márcio.

O Bangu tentava bloquear a entrada da área, mas o Fluminense, de forma inteligente, usava as laterais do campo para criar jogadas e levar perigo ao gol defendido por Márcio.

Depois da parada técnica, o Bangu nem teve tempo de colocar em prática as instruções do seu treinador. Aos 21 minutos, o Fluminense marcou o terceiro gol. Douglas chutou, a bola bateu na zaga e sobrou para Henrique Dourado marcar pela segunda vez no jogo.

Depois de estabelecer a folgada vantagem, o Tricolor das Laranjeiras tirou o pé do acelerador e passou a cadenciar o jogo. O Bangu tentou se aproveitar da queda de produção do adversário, mas não conseguia se aproximar da área em condições de concluir. Aos 34 minutos, Loco Abreu foi lançado na área, mas o zagueiro Nogueira desviou para escanteio, antes que o atacante uruguaio conseguisse o chute.

Aos 39 minutos foi a vez de Marcos Vinicius ser lançado na corrida, mas o goleiro Júlio César saiu do gol e ficou com a bola.

O Bangu voltou modificado para o segundo tempo, mas o Fluminense manteve a pressão. Logo aos três minutos, Sornoza bateu falta, ninguém foi na bola que se chocou com a trave esquerda de Márcio. Depois de defender uma conclusão de Gustavo Scarpa, o goleiro Márcio voltou a se destacar aos oito minutos ao defender um chute perigoso de Lucas.

O time de Moça Bonita decidiu sair de vez e criou uma boa jogada em chute perigoso do lateral Guilherme. O Bangu insistia nos cruzamentos para a conclusão de Loco Abreu, mas a zaga tricolor bloqueava os lançamentos.

O Fluminense não repetia a boa atuação do primeiro tempo e o Bangu forçava o jogo, tentando a marcação do primeiro gol. Só aos 21 minutos é que o Tricolor voltou a ameaçar. Gustavo Scarpa arriscou, a bola bateu na trave esquerda e Douglas, com o gol vazio, mandou para fora.

Aos 27 minutos, o goleiro Júlio César saiu mal em cruzamento e causou problema na sua área, mas a zaga aliviou o perigo.

O Fluminense teve a chance de marcar o quarto gol aos 34 minutos. Osvaldo foi derrubado por Walker na área e o árbitro marcou pênalti. O mesmo Osvaldo bateu mal e o goleiro Márcio fez a defesa.

Nos minutos finais, o jogo ficou aberto com os dois times procurando o gol e o Fluminense acabou marcando o quarto gol, através de Osvaldo, aos 40 minutos. Após cruzamento da direita,o atacante se antecipou ao goleiro Márcio e cabeceou para as redes, definindo o placar.

Resende vence – No outro jogo da tarde, o Resende alcançou a primeira vitória no Campeonato Carioca, marcando dois a zero na Portuguesa, com gols anotados por Jhulliam e Yago.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 4 X 0 BANGU

Local: Estádio Los Lários, em Duque de Caxias (RJ)
Data: 12 de fevereiro de 2017 (Domingo)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Daniel de Sousa Macedo (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Corrêa Rainha (RJ)
Cartões Amarelos: Lucas, Nogueira(Flu); Leonardo Luiz, Ives(Ban)

Gols:
FLUMINENSE: Henrique Dourado, aos quatro e 21 minutos, e Gustavo Scarpa aos 16 minutos do primeiro tempo; Osvaldo, aos 40 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Júlio César, Lucas, Nogueira, Henrique e Léo Pelé; Douglas(Osvaldo), Orejuela(Luiz Fernando), Gustavo Scarpa, Sornoza e Wellington Silva(Marcos Júnior); Marcos Júnior
Técnico: Abel Braga

BANGU: Márcio, Denilson, Leonardo Luiz(Walker), Anderson Pena e Guilherme; Ives,Leandro Chaves(Washington), Raphael Augusto e Marcos Vinicius; Peralta(Matheus Pimenta) e Loco Abreu
Técnico: Eduardo Allax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *