Fluminense arranca empate do Atlético-PR no Maracanã

O Fluminense desperdiçou a oportunidade de assumir a liderança isolada do Campeonato Brasileiro ao empatar com o Atlético-PR por 1 a 1, na noite de ontem, no Maracanã, em partida que abriu a quinta rodada da competição. O resultado colocou a equipe tricolor na terceira posição com dez pontos ganhos, enquanto o Furacão segue na zona de rebaixamento, com dois pontos ganhos e na 18ª colocação. Os gols foram marcados no primeiro tempo. Pablo marcou para o time visitante e Reginaldo empatou para o Fluminense.

O resultado foi ruim para o Tricolor das Laranjeiras que, além de jogar em casa, ainda teve a vantagem de atuar com um jogador a mais por quase 15 minutos. O zagueiro Wanderson foi atingido na cabeça e levado para um hospital. Como o Atlético já tinha feito as três substituições, precisou jogar até o final com dez jogadores para segurar o empate, tarefa que foi facilitada pela falta de eficiência da equipe dirigida por Abel Braga.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Palmeiras, no Allianz Parque. Já o Atlético-PR vai receber o Santos, na Arena da Baixada

Diante de um pequeno público, o Fluminense começou a partida no ataque. Logo aos três minutos, Renato foi lançado pela direita e cruzou para a entrada de Richarlison, mas o atacante “furou” e desperdiçou a primeira chance para marcar.

A resposta do Furacão foi fulminante. Aos sete minutos, Luco González fez ótimo lançamento para Jonathan que investiu pela direita e cruzou para a entrada de Pablo que apenas desviou para o gol, sem chances para Júlio César.

O Tricolor das Laranjeiras partiu para tentar a reação e quase marcou o gol do empate, aos nove minutos. Após vários cruzamentos na área rubro-negra, Richarlison conseguiu a cabeçada e o goleiro Santos espalmou para escanteio, salvando a sua equipe.

A pressão do time carioca continuou e o goleiro do Atlético voltou a aparecer bem ao defender um chute perigoso de Luiz Fernando após passe de Wendel. O Atlético não conseguia sair da defesa e o Fluminense pressionava em busca do gol do empate. Aos 14 foi a vez de Gustavo Scarpa arriscar, mas a bola subiu demais.

O time paranaense recuou para defender a vantagem, congestionando o meio-campo e impedindo que os tricolores tivessem liberdade para realizar manobras ofensivas. Só aos 30 minutos é que a equipe das Laranjeiras voltou a ameaçar com um chute de Henrique Dourado que foi bem defendido por Santos.

Dois minutos depois, o Fluminense deixou tudo igual. Após cobrança curta de escanteio, Gustavo Scarpa levantou e o zagueiro Reginaldo cabeceou para colocar a bola nas redes.

O Atlético voltou para o segundo tempo com duas mudanças no setor ofensivo, enquanto Abel Braga não mexeu na sua equipe. Aos quatro minutos, o time da casa criou a primeira jogada de perigo, mas Henrique Dourado cabeceou mal quando estava bem colocado na área.

Com o Fluminense, todo na frente, o Atlético encontrou espaço para armar um contra-ataque. Douglas Coutinho arrancou desde a intermediária e cruzou para Nikão que, inteiramente livre na pequena área, bateu por cima, perdendo uma chance incrível para marcar o gol da vitória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 9 =