Flu perde chance de ficar na vice-liderança

O Paraná Clube finalmente desencanou e venceu, nesta segunda-feira (04) o Fluminense por 2 a 1, na Vila Capanema, o primeiro triunfo desde que retornou para a Série A do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe paranista chegou aos seis pontos, na penúltima colocação, ainda em posição complicada na zona de rebaixamento. Já o Tricolor Carioca perdeu a chance de encostar nos líderes e segue com 14 pontos, na nona colocação.

O time da casa saiu na frente no placar, pela primeira vez na competição, com um gol de pênalti, anotado por Thiago Santos, aos sete minutos da etapa final. Aos 43 minutos, Guilherme Biteco fechou a contagem para encerrar um jejum de mais de 10 anos e seis meses. Pablo Dyego descontou, nos acréscimos, mas não evitou a festa tricolor.

Bastante modificado, com seis peças novas em relação à última partida, o Tricolor da Vila precisou fazer mais uma mudança logo aos cinco minutos, com Carlos deixando o gramado machucado para a entrada de Caio Henrique. A partida era de muita marcação no meio-campo, com as equipes tentando manter a posse de bola, mas sem chegar ao ataque. Aos nove minutos, Léo Itaperuna tentou o primeiro arremate, e foi travado na hora exata pela zaga.

A equipe carioca também perdeu um jogar por lesão, aos 11 minutos. Marcos Junior sentiu a coxa esquerda e saiu para a entrada de Robinho. O jogo era morno e os goleiros simplesmente não trabalhavam em campo. O primeiro momento de emoção aconteceu aos 25 minutos, com Thiago Santos recebendo na área e mandando um petardo que carimbou a trave. O Paraná seguiu no ataque e, após cobrança de escanteio, Léo Itaperuna tentou o voleio e parou em grande defesa de Julio César.

Para a segunda etapa, nenhuma nova mudança nas equipes. Na partida, porém algo começou a mudar quando, aos cinco minutos, Léo Itaperuna foi derrubado por Léo na área e o árbitro marcou a penalidade. Na cobrança, Thaigo Santos balançou a rede e colocou o Tricolor da Vila pela primeira vez na frente no placar após nove rodadas.

Depois de tomar o gol, o Fluminense tentou sair mais para o jogo, mas encontrava do outro lado um adversário bem fechado, impedindo seus avanços. Aos 19 minutos, Marlon fez o cruzamento, Renato Chaves dominou e bateu rasteiro, para fora, sem ninguém conseguir tocar no meio do caminho. O goleiro Thiago Rodrigues trabalhou bem, aos 25 minutos, agarrando cabeçada perigosa de Luan Peres.

Thiago Santos chegou a marcar o segundo, aos 26 minutos, com direito a drible no goleiro, mas o árbitro parou o lance para anotar impedimento. Caio Henrique partiu para a jogada individual, aos 34 minutos, soltou o pé e Julio César salvou. Mas, aos 43 minutos, Guilherme Biteco, que havia entrado pouco tempo antes, apareceu para completar cruzamento para a rede e sair para comemorar com o torcedor a primeira vitória paranista. Pablo Dyego descontou com um bonito gol, já nos acréscimos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 1 =