Flordelis recebe alta após ingestão excessiva de medicamentos

Depois de ter sido internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Niterói D’Or, após tomar uma quantidade excessiva de medicamentos, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) teve alta no início da tarde desta quarta-feira (24). A parlamentar passou por uma lavagem estomacal para remover os remédios ingeridos.

De acordo com a assessoria de imprensa da deputada, ao deixar o hospital, Flordelis foi para sua casa, no bairro Pendotiba, em Niterói, onde ficará sob cuidados dos familiares.

O caso aconteceu horas depois da parlamentar saber da decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) de afastá-la do mandato de deputada. Flordelis passou mal e foi internada no início da noite da última terça-feira (23). A equipe da deputada informou nesta quarta-feira (24), através de uma nota em suas redes sociais, que “a internação se deu pelo o excesso de medicação tomada após a injusta decisão do pedido de seu afastamento do mandato de Deputada Federal, com a justificativa que atrapalharia as investigações, que pasmem, encerraram em sua primeira fase, não cabendo, portanto, nenhuma possibilidade de utilização de seu cargo para prejudicar o processo”.

A decisão de afastar a parlamentar partiu do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). Flordelis é suspeita de participação, ao lado dos filhos, do assassinato de Anderson do Carmo. A polícia indica que ela poderia ser a mandante do assassinato. A deputada foi afastada até o julgamento do caso. A Câmara deve referendar ou revogar o afastamento em um processo que começa nesta tarde, com a escolha de um relator pelo Conselho de Ética da casa.

A nota divulgada pela assessoria defende que ela é inocente e que não poderia usar o cargo no legislativo para interferir nas investigações, como foi argumentado pelos desembargadores. “Flordelis é inocente, nenhuma prova foi revelada contra ela e na última audiência suas filhas além de assumirem a autoria do crime também negaram a participação ou ciência da Deputada. Porém, a despeito dos fatos, convicções estão sentenciando o destino de uma mulher integra, honesta, de origem periférica e que tem sua história pautada na defesa da vida”, argumenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + cinco =