Flordelis e filha alegam problemas de saúde na prisão

Presas pela morte do pastor Anderson do Carmo, a ex-deputada federal Flordelis Santos de Souza e sua filha, Simone dos Santos Rodrigues, alegaram à Justiça problemas de saúde. A pediu que fosse atendida por um neurologista particular, já a segunda quer ser julgada logo, alegando sofrer sequelas de um câncer, além de ter confessado a mentoria do crime.

De acordo sua defesa, Flordelis, líder evangélica “tem desmaiado e tido lapsos de memória e dores de cabeça severas dentro da Unidade Prisional em que se encontra”. Dessa forma, os advogados solicitaram que ela fosse atendida por seu neurologista particular, “a fim da preservar a sua saúde e integridade física.”

A juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói aceitou o pedido para que a ex-parlamentar seja atendida e a consulta deve acontecer quarta-feira (15). A magistrada oficiou a Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP) para que encaminhe Flordelis para avaliação geral e tratamento de saúde com máxima urgência.

Em relação à Simone, os advogados dela são mais enfáticos ao pedir que a Justiça “se compadeça da condição desumana que a ré está passando”. De acordo com a defesa, Simone está doente e, devido ao seu estado de saúde, precisaria ser julgada o mais rápido possível. Dessa forma, os advogados pediram à 3ª Vara Criminal para que o processo fosse desmembrado dos demais réus.

“Simone assumiu, em audiência, ser mandante do crime que vitimou o pastor Anderson do Carmo e apresentou justificativa para seu ato. Ela esclareceu que, durante anos, foi vítima de abuso sexual por parte do pastor Anderson. Simone está presa há mais de um ano, sofre de câncer, possui cerca de 35 tumores pelo corpo e não está recebendo o devido tratamento médico”, afirmou Daniela Grégio, sua advogada.

A Justiça acatou pedido para que sejam juntados laudos médicos de Simone ao processo, mas rejeitou que o processo em relação à filha da ex-parlamentar fosse desmembrado a fim de que ela pudesse ser julgada antes dos demais. Nearis justifica a recusa afirmando que o objetivo é “garantir para todos os réus a efetivação dos princípios da celeridade e da razoável duração do processo”.

Pai de Anderson morre

Jorge de Souza, de 81 anos, pai de Anderson e ex-sogro de Flordelis, morreu no último sábado (11). Ele era assistente de acusação no caso que investiga o assassinato do pastor em 16 de junho de 2019. Jorge sofreu um infarto em São Paulo. Em 2020 a mãe do pastor, Maria Edna do Carmo, morreu de infarto e em outubro de 2019 a irmã Michele do Carmo morreu de anemia. Flordelis está presa no Complexo de Gericinó, no Rio, e aguarda julgamento.

O primeiro julgamento do Caso Flordelis encerrou na madrugada de 24 de novembro desse ano, com a condenação de dois dos filhos da ex-parlamentar que respondem pela morte do pastor Anderson do Carmo. Flávio dos Santos Rodrigues, acusado de ter efetuado os disparos contra a vítima, foi sentenciado a 33 anos, dois meses e 20 dias de prisão em regime inicialmente fechado. Já Lucas Cezar dos Santos de Souza, acusado de ter sido o responsável por adquirir a arma do assassinato, foi condenado a sete anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado, por homicídio triplamente qualificado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.