Flávio Ricco: O fim de “Malhação” ainda é um caso a ser estudado

Colaboração: José Carlos Nery

Sobre o tão comentado fim de “Malhação”, natural imaginar que foi uma determinação pensada, analisada sob todos os ângulos e pontos de vista possíveis, pela direção da Globo.
Afinal de contas, trata-se de um produto com 26 anos de exibição.
Antes de chegar a este ponto, outras ocasiões de perigo, que apontavam para o mesmo fim, chegaram a existir, mas foram prontamente neutralizadas pelos responsáveis da época.
Uma delas, fim da década de 1990, início dos anos 2000, no momento em que Edson Spinello assumiu a sua direção-geral, com Ricardo Waddington como diretor de núcleo. E quando houve, também, uma mudança no conceito da sua produção: em vez de um programa de adolescentes foi transformado em um programa para adolescentes. Grande acerto.
Triste observar que, desta vez, essa oportunidade não existiu. Fala-se em esgotamento, muito provavelmente causada pela insistência, nas últimas temporadas, em colocar ou querer discutir sempre os mesmos e desgastados assuntos. Andou em círculo.
Mas assim como o “Vídeo Show”, que um dia saiu do ar e ainda existe a esperança de voltar, o mesmo se dará com “Malhação”.
Produtos que só a Globo se dá ao luxo de encostar.

TV Tudo

Brincando de avô

Imagem Silvio Santos/Divulgação

De fato, Silvio Santos não tem interferido tanto como antes no dia a dia do SBT. Ele nunca deixa de passar as suas recomendações, mas agora um pouco menos que no passado.
A maior parte do tempo prefere brincar com os netos. E não tem, posso assegurar, nada melhor.

Cinema

“Vizinhos”, novo filme da Netflix, com Maurício Manfrini e Leandro Hassum, terá um novo título, ainda a ser anunciado.
E, detalhe: o roteiro é do Paulo Cursino, mas o argumento do próprio Manfrini, o Paulinho Gogó.

Curioso

Sempre foram muitos os apelos para que a Globo programasse a reprise de “O Clone” no “Vale a Pena Ver de Novo”.
A Globo, enfim, programou. Está no ar. Só que a audiência está bem longe de um resultado razoável.

Tudo certo

Em compensação, graças a tudo que vem conquistando nesta primeira temporada, a Globo já está confirmando a segunda do “The Masked Singer Brasil” para o ano que vem.
Falta definir o período de exibição.

Também merece

Não sei de que forma, mas a Band bem que poderia pensar em tornar nacional o programa do Neto, “Os Donos da Bola”, na hora do almoço. Ou, pelo menos, parte dele.
Os resultados de audiência e comerciais mais que justificam.

Dividir melhor

Como observação da coluna e sem querer meter a colher no serviço de ninguém, mas entre o “Jogo Aberto”, no ar a partir das 11 da manhã e o fim do “Melhor da Tarde”, 4 da tarde, são cinco horas.
Só o Neto, no meio disso, tem apenas uma. Local. No mínimo, esquisito.

Madrugada

O “Projeto Samba Enredo”, no qual o público poderá assistir à escolha dos sambas-enredo das escolas do grupo especial do Rio de Janeiro, será exibido de 16 de outubro a 13 de novembro.
Serão cinco episódios, após o “Altas Horas”, com duração de 60 minutos cada.

Agora sim

O próximo dia 27 é confirmado para o início de atividades da TV Jovem Pan.
Os problemas técnicos que existiam, principalmente com satélites, já foram superados.

Cuidado com isso

Pessoal da TV Brasil decidiu não guardar mais imagem bruta de arquivo. Só selada e com tarja.
A EBC é guardiã de sons e imagens nacionais. É preciso ficar atento com isso, porque o material é riquíssimo e uma maneira também da empresa ganhar dinheiro. Tem, inclusive, todo arquivo da TV E.

Olha só

No passado, alguém resolveu jogar fora o material da rádio Nacional, inclusive partituras de grandes músicos e compositores, por exemplo arquivos do Almirante, porque “era uma velharia e não havia lugar para guardar”.
Os funcionários recuperaram e hoje está tudo no acervo do MIS.

E outra

Quando J. Silvestre assumiu a direção da TV Tupi, num período que ela já não estava tão saudável, ele mandou apagar várias fitas de jogos de futebol, para poder gravar novelas.
No meio deste material, tinha quase todos os gols de Pelé.

Teatro

Divulgação

Leticia Tomazella, após “Gênesis” na Record, fará a personagem Catarina na montagem de “A Megera Domada”, de Shakespeare, sob a direção de Isser Korik.
Estreia dia 12 no Teatro Folha, em São Paulo. Também no elenco, Leonardo Miggiorin, Lizandra Cortez, Eduardo Leão e Sérgio Rufino.

Bate – Rebate

· Amanhã, no “Domingo Espetacular”, da Record, Roberto Cabrini vai mostrar o drama dos afegãos que vivem sob escolta do Talibã.
· A Globo veio a público para informar que fechou acordo com Santos, Coritiba, Fortaleza, Ceará e Juventude…
· … De 2022 a 2024, esses clubes como tantos outros, terão seus jogos transmitidos pelo SporTV e pay-per-view…
· … Só Palmeiras, Bahia e o Athletico PR são as exceções.
· Quarta-feira que vem, no Teatro Bradesco, tem a primeira apresentação da Caravana SV Experience, com shows de Mara Maravilha, Simony, Balão Mágico, Trem da Alegria e muitos outros.
· Neste domingo, 13h15, no “Cine Maior”, a Record vai exibir “Hotel Transilvânia 3”.
· “A Caverna de Petra” e o “Quintal TV”, as duas primeiras produções originais do canal Futura, têm as suas pré-estreias para terça-feira, Dia das Crianças.
· Na Globo já existe a certeza que “Verdades Secretas 2” será a sua produção mais ousada de todos os tempos.
· Por causa de Colômbia e Brasil, neste domingo, hoje a Globo transmite Sports e Corinthians, 16h20, pelo campeonato brasileiro.

C´est fini

Agora, com elenco praticamente fechado, destaques para Paolla Oliveira, Taís Araújo e Marcelo Serrado, a produção de “Cara & Coragem”, escrita por Claudia Souto, começou nos Estúdios Globo. Em curso também a construção da sua cidade cenográfica.
Vai entrar depois de “Quanto Mais Vida, Melhor”, que é a próxima, nesta faixa das 19h.

Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 2 =