Fim de semana violento em São Gonçalo

Augusto Aguiar –

A equipe de investigação da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) identificou pelo menos dois criminosos, que na madrugada de domingo (10) atacaram várias pessoas que estavam no estacionamento do Condomínio Bem Te Vi, do Programa Minha Casa Minha Vida, no bairro do Jóquei, em São Gonçalo. Seis pessoas foram baleadas e uma das vítimas, Diogo Wendel de Souza Pessanha, de 19 anos, acabou morrendo. Outra vítima ainda se encontrava internada, em estado grave, na tarde de ontem, no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê. Outro baleado é irmão de Diogo, de 13 anos.

De acordo com familiares, os irmãos não teriam envolvimento com traficantes, já que, segundo a Polícia, o ataque ao condomínio teria sido por conta de uma rivalidade entre criminosos que disputam o controle da venda de drogas no interior do condomínio. Os baleados foram Nícolas Murilo Bastos, que encontra-se em estado de saúde grave, Wagner Luiz Silva da Conceição, Jhony Cordeiro da Silva e Leanderson de Souza, que apresentaram estado de saúde estável, além de Alessandra Tinoco Carvalho, que recebeu alta ainda na noite de sábado.

O conjunto de apartamentos já havia sido alvo, há alguns meses, de uma operação com objetivo de desarticular a venda de drogas no condomínio erguido com recursos do governo federal. De acordo com parentes, os irmãos teriam saído de casa para comprar refrigerantes num estabelecimento perto de casa quando bandidos de uma comunidade próxima ao condomínio atacaram rivais que estavam no estacionamento do conjunto habitacional. Os invasores teriam vindo do Morro da Dita.

“Nós já temos identificados pelo menos dois autores, que já estão envolvidos em outras ações criminosas naquela localidade, já têm prisão preventiva expedida por solicitação da delegacia em outros casos e nós também vamos relatar esse inquérito para mandar à justiça. No local há antecedentes de disputa pelo controle do tráfico. Apuramos que um antigo dono do tráfico na região estaria tentando retomar os pontos de venda de drogas”, explicou o delegado substituto da DHNSG, Marcus Amin.

Caçada aos atiradores no Mutuá
Outra grave ocorrência, que estarreceu moradores de São Gonçalo, foi a morte de uma mulher no fim da noite de sábado (09), baleada por ocupantes de um veículo, uma Uno branca, que trafegava por várias ruas dos bairros Mutuá e Itaúna. Os criminosos, segundo a polícia apurou, estariam dando tiros a esmo e um desses acertou Maria Barbosa de Lima, de 49 anos, que estava num bar. A vítima ainda foi levada com vida ao Pronto Socorro de São Gonçalo (PSSG), no Zé Garoto, mas não resistiu e faleceu.

Outras três pessoas também foram baleadas: Bruna do Amaral Alves, também levada ao Pronto Socorro de São Gonçalo, foi atingida nas costas dentro de um veículo de transporte chamado por aplicativo. Eduardo Carvalho, baleado também nas costas, e Rafael Alves de Souza, ferido na perna, estão internados no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê. As vítimas estavam nas imediações da Avenida Paula Lemos, em Itaúna. “Apuramos que a Fiat Uno estava circulando e efetuando disparos a esmo. Estamos investigando e a buscando imagens para identificarmos os acusados”, afirmou o delegado Marcus Amin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + 14 =