Filosofia simplificada. Conheça o grupo que propõe discussões de forma acessível

Com mais de 77 milhões de visualizações, movimento Nova Acrópole faz palestras que são um fenômeno de audiência na internet

Quando se fala em filosofia, muitos já imaginam algo de difícil compreensão. Mas um grupo está mudando esse conceito ao torná-la mais acessível a todos de uma forma onde a discussão seja a mais fácil possível. Ao completar a marca de mil palestras on-line sobre filosofia, a Nova Acrópole, uma organização internacional filosófica, propaga conhecimento gratuito e encoraja pessoas com ensinamentos de grandes filósofos de diversas culturas e momentos históricos. E é graças a essa forma de se discutir temas filosóficos que o conteúdo considerado para alguns como de difícil entendimento tem gerado sucesso nas redes sociais e plataformas de vídeo e streaming do Brasil

Com a máxima do conhecer-se, desenvolver-se e contribuir para um mundo melhor, a Nova Acrópole ganha cada vez mais usuários, que buscam ferramentas para aperfeiçoar as suas relações consigo e com o mundo. Com mais de 77 milhões de visualizações e 800 mil inscritos, o canal do Youtube da Nova Acrópole repercute Brasil afora. Sobretudo durante a pandemia, quando dobrou a audiência e foram realizadas mais de 400 lives com nomes como do médico e cientista brasileiro, Miguel Nicolelis, sobre temas como estoicismo, mitologia, filósofos clássicos do oriente e ocidente e leituras comentadas. E do sucesso no Youtube, nasceu o canal de streaming, Acrópole Play, um aplicativo de geração de conteúdo exclusivo para assinantes.

“A ideia da Nova Acrópole é aproveitar todo o conhecimento daqueles homens, que souberam viver humanamente bem, acrescentar a nossa dose de contribuição e presentear isso às pessoas, de maneira simples, vivencial, prática, de tal maneira, para que amanhã possa haver um pouco mais de luz na vida das pessoas. O nosso público envolve desde mães e pais que educam os seus filhos, até os profissionais que procuram trabalho em equipe, as pessoas que buscam uma vida espiritual, uma vida moral mais prolífica, ou seja, em qualquer setor onde as necessidades humanas se apresentam, se há humildade de saber que não se sabe e ânimo de aprendizado, aí há uma possibilidade de gostarem daquilo que a gente faz”, destaca a professora Lúcia Helena Galvão.

Uma das palestrantes mais famosas e antigas da Nova Acrópole, a professora de Filosofia, Lúcia Helena Galvão, enfatiza a vocação filantrópica da instituição, que tem em seu DNA a tríade: filosofia, cultura e voluntariado. Todas as atividades são conduzidas por voluntários, que tem como base o espírito de respeito, solidariedade e compreensão. O canal que começou de forma despretensiosa em 2008 com poucos recursos e tecnologia vai além do que o mercado dita ao propor conteúdo diferenciado que toca a alma humana, a construção de uma vida mais consciente, tudo isso feito inteiramente por professores voluntários da instituição com experiência na aplicação da filosofia na vida cotidiana.

“Tem uma frase atribuída a Leonardo Da Vinci, que diz: “A simplicidade é o maior requinte” e eu concordo. No berço da filosofia Ocidental, no mundo greco-romano, todo material, quase a totalidade das obras filosóficas, que nos foram deixadas, são manuais para o bem viver, para viver de maneira humanamente correta. Havia uma preocupação por parte desses filósofos, que o seu conhecimento pudesse ser aplicado na vida do homem comum e pudesse apontar saídas para as suas dificuldades, ou seja, que o conhecimento fosse uma luz no final do túnel. “Honrar as verdades com a prática”, como dizia Sócrates. Esses elementos é o que nós procuramos utilizar, lançar um sopro de vida a esse pensamento filosófico clássico para trazê-lo para o público. Temos tido respostas de pessoas das mais diferentes classes sociais, que têm conseguido receber e aplicar em suas vidas de maneira satisfatória. É muito gratificante perceber isso”, salienta Lúcia Helena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =