Filho de Flordelis acusado de falsificar carta pode ser solto

Adriano dos Santos Rodrigues, um dos filhos biológicos da deputada federal Flordelis, pode ser solto. Um parecer feito no último dia 4 pelo promotor de justiça Carlos Gustavo Coelho de Andrade da 3ª Vara Criminal de Niterói concordou com o pedido de liberdade feito pela defesa de Adriano preso Complexo de Gericinó, no Rio. Adriano é acusado de participação na fraude de uma carta que teria elaborada pela sua mãe para o seu irmão adotivo Cézar dos Santos onde o mesmo assumia a autoria do assassinato a tiros do pastor Anderson do Carmo no dia 16 de junho de 2019, na cidade de Niterói, estado do Rio de Janeiro. Adriano responde pelos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso e associação criminosa. A espera agora é pela decisão da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce em relação ao pedido.

De acordo com o promotor, o motivo para Adriano poder responder ao processo em liberdade está no fato dele não ter participação no homicídio do pastor. Ele foi preso no último dia 24 de agosto junto de mais quatro irmãos. Na decisão favorável a Adriano são solicitadas as medidas cautelares de proibição de contato com Flordelis, outros réus no mesmo processo e testemunhas, além da proibição de ir à residência da família, a imóveis e locais de culto ligados à igreja de Flordelis.

Foi Adriano que levou para Flordelis a carta adulterada por Lucas a mando dela, segundo a denuncia do MP. Ele teria buscado o documento com Andrea Santos Maia, esposa do ex-policial militar Marcos Siqueira. Marcos estava preso na mesma unidade prisional que Lucas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − dez =