Fiéis buscam pílulas de Frei Galvão e agradecem graças

Foi realizada nesta quarta-feira (25) na Capela Nossa Senhora da Conceição, no Centro de Niterói, uma missa comemorativa ao Dia de Santo Antônio de Sant’Ana Galvão, mais conhecido por São Frei Galvão, o primeiro santo católico brasileiro nascido no Brasil, mais precisamente em 1739, na cidade de Guaratinguetá, no estado de São Paulo. Durante a festa foram distribuídas cerca de 300 pílulas aos fiéis que lotaram a capela como prova do amor e devoção ao santo e suas bençãos alcançadas. A missa foi celebrada pelo Frei José Goretti Pio e em seguida foi feita uma oração com o terço das famílias, um momento de fé, emoção e união que emocionou a todos que estavam presentes na igreja.

“Essa homenagem fazem parte do calendário mensal fixo da capela e ocorre todas as últimas quartas-feiras do mês. Frei Antônio de Santana Galvão é posto pelo Papa Bento XVI como modelo para os cristãos brasileiros. Em 1998, Frei Galvão foi beatificado pelo Papa João Paulo II, dele recebendo os títulos de Homem da Paz e da Caridade e de Patrono da Construção Civil no Brasil. De seu processo de beatificação constam 27.800 graças documentadas, além de outras consideradas milagre”, disse o Frei José Goretti Pio.

Emocionada, a dona de casa Adriana Bezerra dos Santos, 49 anos, foi uma das primeiras devotas de Frei Galvão a chegar na igreja e levou o seu filho, o pequeno José Eduardo, de 6 anos. Segundo ela, a lição de vida do santo brasileiro deve ser ensinado para as novas e futuras gerações.
“Estou muito feliz em trazer o meu filho aqui nesta data tão significativa. O amor e a fé transformam vidas e quero que o meu filho aprenda desde pequeno a importância em ter fé”, comentou.

Frequentadora assídua das missas realizadas todo mês para Frei Galvão, a auxiliar administrativa Jane Lúcia Pires, de 53 anos, levou as suas duas primas para que em família conseguissem alcançar as bençãos do santo.

“Sempre estou aqui e tomo as pílulas da fé e isso mudou a minha vida. Simplesmente porque dentro do meu coração eu tenho fé”, comentou.
Frei Galvão foi canonizado pelo Papa Bento XVI em 11 de maio de 2007, durante a visita do pontífice ao Brasil. A comprovação oficial e o anúncio foi feito em 16 de dezembro de 2006.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =