Festivais animam o Teatro Popular Oscar Niemeyer

O Teatro Popular Oscar Niemeyer apresenta, em agosto, na sua programação virtual, Festival Black In, Festival Meio-Fio, teatro, música, bastidores no TPON, entre outras atrações, que vão levar uma boa dose de diversão e conhecimento a todos. Diversidade cultural, homenagem a músicos consagrados, divulgação da arte local, apresentação de peças e monólogo fazem parte do cardápio artístico do teatro. Para conferir a programação, basta acessar as redes @teatroniemeyer.

O Festival Black In é um projeto nascido em Niterói e idealizado para divulgar e conectar coletivos, artistas e produtores culturais da região metropolitana do Rio de Janeiro. Será no dia 07 de agosto, sexta, às 20h. O espaço foi pensando para difundir a cultura de periferia e em especial o hip-hop, a fim de promover a diversidade cultural mostrar o trabalho de dezenas de jovens que buscam seu espaço na cena artística das cidades. Diretamente da Baixada Fluminense, Bida, DJ residente e produtor da @mandingv, busca experimentar a diversidade rítmica através do som, trazendo pluralidade e intersecção no meio de vários estilos musicais. Com objetivo de explorar as possibilidades entre eles, desde o vogue e o afrobeat, passando pelo house, hip hop, até o psychodelic pop, Bida mostra o melhor da musicalidade em outros contextos para além do óbvio.

Músico há mais de 10 anos, Dan Pereira já teve suas composições gravadas por cantores renomados, como Preta Gil e Thiago Martins, além de já ter participado com em séries e novelas, como A Regra do Jogo, Chapa Quente e As Aventuras de Poliana. Em 2019, lançou seu primeiro EP “Pra você” , disponível em todas as principais plataformas digitais. A apresentação será dia 14 de agosto, sexta, às 20h.

Já o Festival Meio-Fio é um evento musical periódico, que tem como objetivo fomentar e divulgar a arte independente local para todos os cantos da cidade. Há alguns anos, difundem projetos autorais e independentes de forma urbana, itinerante e adaptável aos ambientes das apresentações. Nesta edição, o festival será feito de forma virtual e dividido em três quinta-feiras diferentes e apresentado nas redes sociais do Teatro Popular Oscar Niemeyer. Dia 13 de agosto, quinta, às 20h, com a musicalidade que sempre esteve presente na vida de Adriana Dutra. Aos 7 anos da idade, a niteroiense iniciou sua carreira artística no coral da igreja que frequentava, onde fazia apresentações dominicais. Durante a adolescência, passou a cantar profissionalmente e mergulhou no mundo do samba. Em 2015, recebeu o Troféu Destaque “Eles Cantam e Encantam”, da G.R.E.S Unidos da Viradouro, e o Diploma de Personalidade do Samba, condecoração da Câmara Municipal de Niterói pelo seu trabalho em defesa do gênero musical. No ano seguinte, criou o Grupo Nega de Crioulo, presente nas mais diversas rodas de samba e casas de shows. Hoje, continua se apresentando com repertório variado, que vai desde os grandes nomes do samba dos anos 60 até os sucessos da atualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + onze =