Feminicídio no Plaza: Policiais serão ouvidos em audiência

Estão intimados para prestar depoimento, na tarde de segunda-feira (2), policiais civis que atenderam à ocorrência da morte de Vitórya Melissa Mota, de 22 anos, em 2 de junho deste ano, na praça de alimentação do Plaza Shopping, no Centro de Niterói. Os agentes serão ouvidos pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, durante a primeira audiência de instrução do processo.

Cerca de cinco policiais deverão comparecer ao Fórum de Niterói. Irão prestar depoimento o agente que fez a prisão em flagrante do autor do crime, o estudante Matheus dos Santos da Silva; o delegado que estava de plantão na 76ª DP (Niterói), que fez o registro; além de outros policiais que participaram da ocorrência. Todos os agentes são lotados na 76ª DP. O objetivo é que os agentes relatem como foi toda a dinâmica do caso.

No dia do crime, policiais da distrital, que estavam almoçando na praça de alimentação, flagraram o momento do crime e conseguiram imobilizar a prender em flagrante o acusado. Na sequência, Matheus foi conduzido á carceragem da 76ª DP, onde foi formalizada a prisão. Em seguida, o acusado foi encaminhado ao sistema prisional, onde aguarda o desenrolar do processo por crime de feminicídio.

A audiência está marcada para iniciar às 13h30min de segunda-feira. Além dos policiais, serão ouvidas testemunhas de defesa, arroladas pela defesa de Matheus, assim como testemunhas de acusação, arroladas pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), autor da denúncia.

Recordando

A jovem Vytoria Melissa Mota, de 22 anos, morreu após ser esfaqueada, na praça de alimentação do Plaza Shopping, no começo da tarde de 2 de junho. O autor do crime, Matheus, foi preso em flagrante por policiais civis da 76ª DP (Niterói), que almoçavam no local. A jovem foi socorrida ainda com vida, mas morreu no Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL) no Fonseca, Zona Norte da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.