Fat Family é morto em confronto no Salgueiro

Depois de pouco mais de três meses chegou ao fim a caçada da Polícia ao traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family. Nesta segunda-feira (26), o foragido foi morto – com mais dois comparsas – após intenso confronto com homens da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) realizada na comunidade de Itaóca, em São Gonçalo. Fat Family era um dos chefes do tráfico de drogas no Morro Santo Amaro, no Catete e foi resgatado por cerca de 20 bandidos de dentro do hospital Souza Aguiar, no Rio de Janeiro, no dia 24 de junho.

Cerca de 30 policiais da Core – com apoio de um helicóptero e um veículo blindado – chegaram no Complexo do Salgueiro, logo que o sol nasceu. Eles fecharam cerco ao criminoso, que tentou fugir por uma região ode mata em Itaóca, próxima da Estrada do Comperj. Após intenso tiroteio, Fat Family e outros dois homens, que seriam seguranças do bandido, foram mortos. De acordo com a Polícia Civil, a ação foi deflagada exclusivamente para localizar Fat Family. Durante a operaã foram apreendidos 3 fuzis, grande quantidade de drogas e material para endolação.

O Disque Denúncia recebeu cerca de 238 denúncias sobre o traficante. Dessas 238, 55 denúncias chegadas recebidas falavam especificamente sobre a localização do Fat Family no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo.

Até chegar ontem ao criminoso a Polícia havia feito diversas operações para localizar Fat Family. No início deste mês, em uma ação conjunta da PM e da Civil, a mulher do traficante foi encontrada também no Salgueiro. No dia 22 de junho, a polícia fez uma ação na Comunidade do Rola, em Santa Cruz, sendo que dois dias depois, foi a vez do Conjunto de Favelas da Maré. Quatro dias depois, 27 batalhões se organizaram para tentar encontrar Fat Family na capital, na Região dos Lagos e na Baixada Fluminense.

Tráfico impõe luto
Por conta da morte do traficante Fat Family, durante a operação da Core, o comércio foi fechado em diversas ruas de São Gonçalo e do Rio de Janeiro, onde o criminoso chefiava a venda de drogas. Em São Gonçalo, o comércio em todo o Complexo do Salgueiro – onde estava escondido – foi fechado, Por conta do ‘luto’ imposto, uma creche que seria inaugurada nesta segunda-feira em Ipuca foi cancelada.

Além de São Gonçalo, o comércio foi fechado no Morro Santo Amaro, no Catete, Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo uma moradora da região, após a ordem de bandidos, todas lojas tiveram que fechar as portas. Além disso, comércios no bairro da Glória, também baixaram as portas por ordem do tráfico.

Resgate
No dia 13 de junho, Fat Family foi preso e baleado duratne uma ação no Morro Santo Amaro, onde era o líder do tráfico. Na ocasião ele foi socorrido para o Hospital Souza Aguiar,a principal unidade de emergência no Centro do Rio. Na madrugada do dia 19 do mesmo mês, o traficante foi resgatado por cerca de 25 bandidos, em quatro motos e cinco carros e armados com fuzis, pistolas e explosivos. Durante o ataque, que aconteceu por volta das 3h15, uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas.
Na ocasião a Polícia Militar explicou que para entrar na unidade de emergência, o grupo fez um ambulante de refém. Dentro do hosital os criminosos se dividiram em dois grupos: enquanto um seguia para o pátio da unidade médica, outros foram ao sexto andar, onde o Fat Family estava internado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *