Farmácias populares podem entregar em domicílio

Ainda tramita na esfera judicial a decisão de autorização de entrega de medicamentos do programa Aqui Tem Farmácia Popular em domicílio. A liminar tinha sito concedida pela 1ª Vara Federal de São Vicente (SP), mas a União recorreu. Agora o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) manteve a autorização para o envio dos remédios para casa dos cadastrados. Niteroienses aprovam a decisão que é coerente com o período da pandemia do coronavírus e o consequente isolamento social.

Segundo nota, a decisão da desembargadora federal Mônica Nobre, da Quarta Turma do TRF3, a entrega em domicílio é coerente com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a proteção de idosos e doentes durante a pandemia de Coronavírus.“As orientações mais abalizadas e confiáveis são no sentido de que os idosos e os doentes sejam preservados, ficando em isolamento social, para que não sejam contaminados pela covid-19, colocando em risco suas vidas. Em situações como essa, não há como se olvidar [esquecer] que a vida deve ser o interesse maior. (…) Tem caráter excepcional, vigente enquanto durar a pandemia, permanecendo, válidas as demais restrições ao programa”, declarou.

O aposentando Fernando Moraes, 67 anos, gostou da medida.

“Tenho hipertensão e diabetes e estou cumprindo o isolamento social. Eu pego os meus remédios pelo programa e achei maravilhoso poder fazer esse pedido pelo telefone. Geralmente esse programa é lento e muitas das vezes nem funciona. O sistema sempre está fora do ar. Ir à rua pode ser arriscado e eu tenho medo de pegar o Coronavírus. Acho que dessa forma vai proteger ainda mais quem precisa ficar em casa se protegendo”, finalizou o morador do Cubango.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − oito =