Farmacêutica testa medicamento que previne sintomas da covid-19

A empresa farmacêutica Astrazeneca, responsável pelo projeto de produção da vacina contra a covid-19, anunciou que estuda um novo medicamento capaz de prevenir os sintomas da doença em pacientes que foram expostos ao vírus.

O remédio chamado de AZD7448 teria capacidade de impedir que uma pessoa apresente os sintomas da infecção pelo coronavírus durante até 12 meses. Para isso, o paciente deverá tomar o medicamento em até, no máximo oito dias após ser exposto ao vírus.

Especialistas alertam que o remédio não funciona como vacina. Ele traz uma reação de ‘imunização instantânea’ contra a doença com os anticorpos criados em laboratório. Enquanto a vacina provoca uma imunidade natural no corpo humano.

O medicamento seria direcionado a tratamentos emergenciais como profissionais de saúde, usuários e funcionários de asilo, por exemplo.

Os testes em voluntários já começaram a serem feitos. Até o momento Londres e outras 100 localidades do mundo participam do estudo. No Reino Unido o medicamento tem sido dado em coquetéis de duas doses nos voluntários.

A Astrazeneca tem a expectativa de que as agências reguladoras do país liberem a droga para estar disponível para produção até abril de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + cinco =