Famosos pedem impeachment de Bolsonaro

Artistas e personalidades, de diferentes setores, assinam um pedido de impeachment, contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o acusando de crime de responsabilidade por ações tomadas, por ele, durante a pandemia do coronavírus. Ao todo, 15 pessoas, entre jornalistas, apresentadores, atores, líderes religiosos e ex-atletas assinam o pedido, em nome do movimento Vidas Brasileiras.

Entre os nomes que participam do movimento, estão os atores Fábio Porchat e Júlia Lemmertz; o youtuber Felipe Neto; a apresentadora Xuxa Meneghel; o ex-jogador Walter Casagrande; e o Padre Júlio Lancelotti. O pedido de impeachment é endereçado ao presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP). “Ao longo dos últimos 15 meses, desde os primeiros casos identificados de covid-19 no Brasil, o presidente da República Jair Messias Bolsonaro praticou um conjunto de atos ilícitos que configuram crimes de responsabilidade e embasam a presente denúncia”, abre o pedido.

De acordo com Xuxa, o movimento não possui viés ideológico e tem como único objetivo “salvar vidas”. A artista endossa o discurso do grupo ao afirmar que, em sua concepção, a gestão de Bolsonaro, à frente da Presidência, é a maior responsável pelas mais de 450 mil mortes por conta da covid-19.

“Eu também faço parte do movimento Vidas Brasileiras. Somos cidadãos brasileiros, de várias áreas, sem motivação partidária e ideológica. Queremos salvar vidas. Entendemos que esse governo seja o principal responsável por tantas mortes, por isso entregamos um pedido de impeachment do presidente da república por crimes de responsabilidade”, afirmou a apresentadora.

Entre os supostos crimes atribuídos pelo grupo a Bolsonaro estão a disseminação de informações falsas sobre a pandemia, incentivo a aglomerações, e adoção como protocolo contra a doença do “tratamento precoce”, que jamais teve eficácia comprovada. Além disso, o pedido aponta eventual omissão na aquisição de vacinas, em virtude de questionamentos à qualidade dos imunizantes e desautorização da compra das doses.

Vidas Brasileiras

O movimento Vidas Brasileiras afirma não ser ligado a partidos políticos ou a qualquer organização ou agremiação. Eles afirmam ser integrantes da sociedade civil brasileira, “das mais diferentes áreas, origens e convicções”. A principal pauta do Vidas Brasileiras “é a necessidade urgente de mudanças na condução política-administrativa do Brasil, sobretudo na área da saúde”.

A Câmara dos Deputados confirmou que o pedido do Movimento Vidas Brasileiras foi protocolado na última segunda-feira (24). O documento foi encaminhado para análise e não há prazos para que esta seja concluída. Ainda de acordo com a Casa, já foram protocolados 120 pedidos de impeachment contra Jair Bolsonaro. A Presidência da República também foi procurada, mas ainda não se manifestou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + doze =