Familiares de vítimas poderão depor à CPI da Covid

A CPI da Pandemia tem reunião deliberativa remota às 10h desta sexta-feira (15) para votar dois requerimentos. Um para realização de audiência pública com o objetivo de ouvir relato de familiares de vítimas da covid-19 e outro para convocação do médico pneumologista Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho.

Ambos os requerimentos partiram do vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). A poucos dias da apresentação e votação de seu relatório final, a CPI da Pandemia decidiu alterar sua sequência de trabalho.

A última pessoa a ser ouvida não será mais o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que já esteve duas vezes na comissão parlamentar de inquérito.

No lugar dele, o comando da CPI optou por colher o depoimento do médico pneumologista Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho, autor de um trabalho técnico que condena o uso de substâncias sem eficácia contra a covid-19.

Relatório final

O presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), anunciou para o dia 19 de outubro a apresentação do relatório final.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.