Família busca justiça para estudante

Familiares do estudante de Odontologia da Universidade Federal Fluminense (UFF), David Nobio, estão passando por um drama, já que o rapaz está internado em estado grave, no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, após ser baleado numa ação policial, no último fim de semana. Parentes do universitário só conseguiram encontrá-lo alguns dias depois de seu desaparecimento. Se por um lado a polícia afirma que ele supostamente seria um dos criminosos que enfrentaram policiais a tiros, na comunidade do Brejal, no bairro Jardim Bom Retiro, parentes negam essa versão, explicando que David saiu de sua casa no sábado e avisou para a mãe iria a uma festa no Rio, onde encontraria amigos.

Na segunda, uma amiga do rapaz telefonou para a mãe do estudante e disse que ele não tinha ido a festa. Preocupada, a mãe do rapaz passou a procurá-lo em vários locais, sendo que na 74ª DP (Alcântara) foi informada que ele havia sido levado, sob custódia, para o Heat. PMs do 7º Batalhão (São Gonçalo) afirmaram que no sábado à tarde eles foram à comunidade do Brejal, checar uma denúncia. Houve confronto na localidade com cerca de dez suspeitos. Segundo os policiais, depois do tiroteio, duas pessoas foram encontradas baleadas e socorridas, que seriam David e outro suspeito, identificado como Ramon de Souza Gregório. A ocorrência, de acordo com a PM, resultou ainda em apreensão de maconha e cocaína, além de dois rádios transmissores e uma pistola com numeração raspada.

Por conta do relato da polícia, a Justiça anexou o depoimento dos policiais e pediu a prisão de David e Ramon, porém, a família alega inocência. A mulher de Ramon sustenta que ele não possui envolvimento com o tráfico de drogas. Os parentes e amigos de David Nobio, por sua vez afirmam que ele é aluno de Odontologia da UFF e terminou o curso técnico de Enfermagem. Durante o ensino médio, David foi estudante do Liceu Nilo Peçanha, no Centro de Niterói, e bolsista em um cursinho preparatório na Zona Sul de Niterói. Em nota, a UFF alegou que David Nobio sempre foi um aluno ativo e que nunca esteve envolvido com práticas ilícitas. A 74º DP afirmou que vai ouvir familiares e testemunhas sobre o caso.
Pelas redes sociais, amigos e parentes e solidarizaram e lembraram como o estudante é:

“Um garoto muito bom e dedicado. Que Deus cuide da saúde dele para que a verdadeira justiça seja feita”, escreveu uma amiga. Outra postagem também pede justiça; “só peço que Deus esteja no controle de tudo, ele é um menino maravilhoso e tenho fé que a justiça será feita”.

Nota Oficial da UFF – “A Universidade Federal Fluminense tomou conhecimento por meio de notícias veiculadas na imprensa de que o aluno do 3ª Período do curso de Odontologia, David Nobio da Silva, está internado em estado grave no Hospital Alberto Torres. David foi baleado pela Polícia Militar do Rio de Janeiro e é acusado de porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Estamos levantando as informações sobre o caso para tomar as devidas providências. A UFF enviou um representante da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e um assistente social ao hospital para oferecer todo o suporte necessário à família. O caso gerou profunda comoção entre os estudantes e professores de Odontologia que prontamente manifestaram solidariedade a David. A direção da Faculdade de Odontologia também se colocou à disposição da família do estudante para colaborar no sentido que este triste episódio seja apurado com o devido rigor. O vice-diretor, Esio Vieira, e a vice coordenadora do curso de graduação em Odontologia, Telma Aguiar, também estiveram em contato com a equipe médica do hospital. A UFF está acompanhando de perto os acontecimentos e toda sua comunidade se junta às preces da família para que David se recupere completamente e volte às atividades regulares do curso. Consultaremos a Procuradoria Geral junto à UFF para buscar amparo jurídico e reivindicamos profunda apuração do caso para que os responsáveis sejam identificados e processados nos ditames da lei.

Nota do Diretório Acadêmico – “Hoje (29/01), o Diretório Acadêmico Agripino Ether recebeu a notícia de que o aluno David Nobio, estudante do terceiro período da Faculdade de Odontologia da UFF, teria sido baleado na favela do Brejal, em São Gonçalo. O universitário foi socorrido pelos agentes e levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê. A polícia está o acusando de porte ilegal de arma e tráfico de drogas. O DAAE é testemunha de queDavid sempre esteve ativo nas atividades acadêmicas da faculdade e que nunca esteve envolvido com práticas ilícitas, as quais está sendo incriminado. Em todos os momentos, mostrou ser um aluno dedicado, estudioso e disponível para ajudar os outros alunos da graduação. Sonhava em conquistar a aprovação para o curso de Medicina e passava horas estudando dentro da sala do Diretório.

O DAAE e a Coordenação da faculdade irão encaminhar toda a situação para o Conselho Universitário da UFF, para que a universidade tome as medidas cabíveis e para que injustiças não aconteçam. Ressaltamos que o DAAE irá fazer de tudo para que os direitos do David enquanto aluno da graduação estejam resguardados e para que sua sua família seja assistida nesse momento difícil”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − sete =