Falta de gasolina aumenta procura por kit gás

Raquel Morais –

O aumento indiscriminado do preço da gasolina fez com que a busca por instalação do Gás Natural Veicular (GNV), em Niterói, registrasse aumento. Empresários do setor afirmam um incremento nas vendas que gira em torno de 20% até 50% desde a semana passada, quando a paralisação dos caminhoneiros surtiu na falha do abastecimento dos combustíveis. Dados do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ) apontam também uma boa representatividade da frota adaptada com o gás nos municípios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá. Vantagens como economia do abastecimento e desconto de 75% no valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) motivam os motoristas para a optarem pelo GNV em seus veículos.

Na Shark GNV e Acessórios, no Centro de Niterói, a procura aumentou em 50% para a instalação do kit gás. No Márcio GNV, também no Centro, o registro positivo de vendas foi de 20%. Um exemplo disso foi o aposentado Francisco Cruz, de 58 anos, que disse ter se aborrecido na semana passada após a paralisação dos caminhoneiros e instalou o gás.

“Sempre consegui protelar a instalação do gás no meu carro com receio dos pontos negativos ditos sobre essa adaptação. Mas na semana passada eu cheguei no meu limite e não vou mais me render para a gasolina. Moro no Fonseca e minha família é de Itaboraí e Rio Bonito. Então sempre pego estrada e gasto muito dinheiro com o deslocamento. Mas o preço da gasolina nas alturas me fez mudar de conduta”, comentou. Ele ainda explicou que gastava em média R$ 90 para ver sua família nos finais de semana e no último sábado gastou R$ 20 para encher o cilindro, economia de 77%. Francisco também lembrou que o IPVA de seu veículo será mais barato por causa da adaptação. No ano passado o niteroiense pagou R$ 1.200 e agora esse valor será de R$ 300, com desconto de R$ 900.

O empresário Márcio Mendonça, de 40 anos, explicou que existe um certo mito em torno da instalação do kit gás. “Basta investir um pouco mais no equipamento que será instalado e hoje em dia os kits da quinta geração já não prejudicam o carro como os de terceira geração. O gás de quinta geração é injetado diretamente nos bicos e o carro fica mais econômico, perde menos potência e ocasiona menos desgaste de peças. No de terceira geração, o gás é aspirado pela mangueira de ar e acaba desenvolvendo menos o motor”, explicou o também especialista.

Quem pensa em agregar o GNV no carro é bom pesquisar. Os kits de terceira geração podem ser instalados por até R$ 2,8 mil, dependendo do tamanho do cilindro. Já nos kits de quinta geração, o investimento será maior, podendo chegar a R$ 4.600.

Atualmente, 11% da frota de Niterói possui GNV, com 32.438 veículos. Já em São Gonçalo, mais de 72 mil veículos trafegam com GNV, o que corresponde 23,34% da frota.

Em Niterói, o valor do metro cúbico de GNV varia entre R$ 2,399 e R$ 2,699 o metro cúbico, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × três =