Fadinha faz mágica em Tóquio e é prata no skate

Tóquio 2020

O Brasil faz história com Rayssa Leal, de apenas 13 anos, em Tóquio. Ela se tornou a brasileira mais jovem a se tornar medalhista olímpica e a terceira da história dos Jogos Olímpicos. A conquista veio na madrugada desta segunda-feira (26), na modalidade skate na categoria street. Ela somou 14.64 pontos e só não levou o ouro porque errou a última manobra.

Mesmo tão jovem, não faltou a atleta equilíbrio, concentração, estratégia e força mental durante a competição. Demonstrando muita descontração e espírito olímpico, Rayssa mostrou para o mundo porque é a número 2 do mundo. E mostrou que o esporte é uma grande ferramenta não só de inclusão social do jovem, mas também de linguagem pelo que eles podem expressar e impressionar a todos nós.

Foto: Wander Roberto COB

Ela dividiu o podium com outra atleta de sua idade, a japonesa Momiji Nishiya, que somou 15,26 pontos na final, que sagrou-se vitoriosa na competição, levando a medalha de ouro.

Essa foi a terceira medalha do Brasil nos jogos. E poderia claramente ter sido dourada.

Fadinha, como Rayssa ficou conhecida, após viralizar na web andando de skate vestida de fada ainda criança, passou para a decisão com a terceira melhor nota da etapa classificatória.

Rayssa nasceu e mora em Imperatriz, no interior do Maranhão, e alterna os estudos escolares com os treinamentos. Começou a treinar o esporte aos 6 anos, após receber um skate de aniversário do pai, Haroldo.

Rayssa competiu no Street League Skateboarding Championship – Londres 2019, ficando em terceiro lugar com uma pontuação de 26,0, terminando acima de Alexis Sablone, Letícia Bufoni e outros skatistas, mas atrás da brasileira Pamela Rosa e da australiana Hayley Wilson. Em julho de 2019, ela ficou em primeiro lugar no Street League Skateboarding Championship – Los Angeles, liderando o pódio à frente de Pamela Rosa e Alana Smith. Ela ganhou um quarto lugar por sua primeira aparição nos X Games

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.