Facção criminosa cobra taxas de moradores e comerciantes em São Gonçalo

Como se não bastasse a ação de milicianos em várias comunidades e bairros do Rio, agora a polícia também passou a investigar a ação de traficantes de facções criminosas, como o Comando Vermelho (CV), por exemplo, agindo como milícia, cobrando taxas de moradores e comerciantes, além de monopolizar produtos, como a venda de gás e sinal de internet (o popular “gatonet”).

É o que a polícia passou a investigar no bairro Laranjal, em São Gonçalo. Através de redes sociais, moradores e comerciantes disseram que a facção CV teria enviado para uma espécie “comunicado”, afirmando que a partir do dia 20 desse mês passará a cobrar taxas, respectivamente de R$ 50 por mês para moradores, e R$ 300 por semana de comerciantes, como taxa de segurança.

No comunicado os traficantes afirmam que sempre garantiram a “tranquilidade no bairro, não permitindo roubos , e agora chegou a hora de retribuírem. Além das novas taxas, segundo os criminosos, eles afirmaram que já dominariam a venda de gás e fornecimento de sinais clandestinos de internet.

“O dinheiro deve ser entregue no ponto de mototáxi da Rua Alzira Vargas”, determinaram na mensagem, acrescentado: “gás e internet paga diretamente na boca (pontos de venda de drogas)”. Na mesma mensagem, ainda ameaçaram: “A ordem é pra valer a partir de 20 de junho. Não deixe vazar, pois haverá punição com madeiradas e até mesmo a morte”. Procurada, a PM não comentou as denúncias.

Um comentário em “Facção criminosa cobra taxas de moradores e comerciantes em São Gonçalo

Deixe uma resposta para Alfredo silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *