Expansão do Segurança Presente completa um mês

Com maior policiamento nas ruas, a extensão da operação Segurança Presente, na cidade de São Gonçalo, completa um mês neste sábado (24). A reportagem de A TRIBUNA traz, em primeira mão, o balanço de prisões feitas pelos agentes destacados pelo programa, ao longo desse período.

De acordo com a Prefeitura de São Gonçalo, a ação somou 51 prisões em flagrante, por diferentes tipos de crimes, além de 30 cumprimentos de mandados de prisão, com a captura de foragidos da Justiça. Cabe ressaltar que mais 115 policiais (totalizando 155) atuam, todos os dias, de 5h às 23h, todos os dias, em motos e viaturas, exclusivamente em áreas urbanas de grande movimentação e concentração de estabelecimentos comerciais.

A operação é fruto de uma parceria entre as secretarias de Estado de Governo e Municipal de Ordem Pública. No entanto, para que o trabalho bem sucedido, o secretário da pasta municipal, o major PM David Costa, prega que a integração entre todas as forças de segurança é essencial para coibir a criminalidade.

“A relação é extremamente positiva ,não há como fazer um trabalho eficiente na Segurança Pública sem a integração entre os atores que a compõem. Temos um comandante a frente do 7ºBPM (São Gonçalo) e delegados nas distritais que estão inteiramente imbuídos em proporcionar um trabalho de excelência aos munícipes de São Gonçalo”, frisou.

Entretanto, o secretário, que já tem experiência no programa Segurança Presente, tendo o coordenado em Niterói, prega que ainda há muito trabalho a ser feito no combate à criminalidade no município. Uma das principais formas para orientar o trabalho da operação é a atenção à mancha criminal.

“A experiência nesse programa nos diz que jamais podemos nos acomodar , que a mancha criminal Jamais é estática e temos que  adaptar o emprego do policiamento e perseguir a mesma. Além disso é fundamental a aproximação com a sociedade que deve participar ativamente no dia a dia de atuação dos policiais. só é conquistado com trabalho duro e empenho”, prosseguiu.

Ambiente fértil para a economia

O prefeito da cidade, Capitão Nelson (PL), revelou que existe a intenção de ampliar ainda mais o programa. O chefe do Executivo ressalta que, com a redução nos índices criminais, é possível criar um ambiente propício para instalação de novas empresas, melhorando, consequentemente, a economia da cidade.

“Vamos seguir trabalhando para, a cada ano, aumentar o efetivo e reduzir os índices de criminalidade no município. Com essa ação também temos o objetivo de criar um ambiente favorável para manter o empresariado e atrair novas empresas para o município, gerando emprego e renda dentro dos nossos domínios”, destacou o prefeito.

Policiamento

Para o tenente-coronel Gilmar Tramontini, comandante do 7ºBPM (São Gonçalo), todo reforço ao policiamento na cidade é bem vindo. Ele destaca que a expansão do Segurança Presente demonstra que o Estado atendeu à uma necessidade da cidade, no que diz respeito à segurança pública.

“Qualquer aporte de programa ou policiamento que contemple São Gonçalo é visto de maneira positiva. É mais uma prova que o Governo do Estado está sensível à problemática de São Gonçalo. Isso só ratifica o cuidado do governador e do secretário com as questões de segurança pública de São Gonçalo”, disse.

Vítor d’Avila

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =