Exército Brasileiro realiza mapeamento de cemitérios em cidades do Rio

O Exército Brasileiro, através do Comando Conjunto Leste, tomou uma atitude que deixou muitos cariocas com sensação de medo no enfrentamento da pandemia do coronavírus. Foi divulgado um documento no qual eles solicitam um questionário para alguns municípios do Rio de Janeiro sobre quantidade de cemitérios, sepulturas, sepultamentos diários e área total disponível. Niterói, Três Rios, Cachoeira de Macacu, Araruama e Petrópolis foram algumas administrações públicas que constam no relatório da força armada para esse questionamento.

O prefeito de Três Rios, Josimar Salles, informou, nas suas redes sociais, que recebeu o documento expedido pelo coronel Luiz Mauro Rodrigues Moura, chefe da sessão de serviços da 1ª Região Militar do Comando Militar do Leste. “Como prefeito estamos tomando todas as medidas necessárias para preservar e salvar vidas. Temos a plena consciência do sacrifício e das dificuldades que estaremos enfrentando nos próximos meses e quem sabe nos próximos anos. Mas diante um documento como esse, vindo de uma instituição das mais respeitadas do Brasil, o Exército Brasileiro, pedindo informações sobre o número de cemitérios, número de sepulturas, a nossa capacidade para poder sepultar pessoas, eu não posso de forma alguma afrouxar as nossas medidas. Porque se o Exército está perguntando isso é porque estão fazendo um levantamento estatístico justamente diante da possibilidade de um caos da nossa saúde pública”, comentou.

O Exército Brasileiro informou em nota que o Comando Conjunto Leste, ativado pelo Ministério da Defesa no contexto do emprego das Forças Armadas contra a Covid-19, planeja sua atuação com base no levantamento de cenários hipotéticos, visando mitigar os efeitos nocivos da pandemia junto à sociedade. O documento em pauta tem como objetivo tão somente coletar dados para um dos cenários levantados. O Comando Conjunto Leste reitera seu empenho no combate à pandemia, em colaboração com outras agências, e possui órgãos de coordenação onde eventuais dúvidas podem ser sanadas, evitando-se levar informações distorcidas à população.

A Prefeitura de São Gonçalo foi questionada sobre os sepultamentos no município e informou que possui quatro cemitérios municipais, são eles: Ipiíba (1576), em Santa Izabel; Pacheco (5488), São Miguel (20576) e São Gonçalo (12009), localizado no bairro Porto Novo. A capacidade total é de 39.649 e a disponibilidade é de 600 sepultamentos ao mês. A administração publica reiterou que também conta com dois cemitérios particulares com capacidade de 900 sepultamentos por mês juntos.

Já as prefeituras de Niterói, Maricá, Itaboraí e Rio Bonito foram questionadas sobre o assunto mas até o fechamento dessa edição não se manifestou sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 9 =