Exército arquiva processo administrativo contra ex-ministro Eduardo Pazuello

O general Eduardo Pazuello não será punido por ter participado de um ato político em defesa do presidente Jair Bolsonaro, ocorrido no dia 23 de maio. A decisão do Exército foi pelo arquivamento do processo administrativo contra o ex-ministro da saúde.

De acordo com a corporação, Pazuello não cometeu transgressão disciplinar. A investigação aconteceu porque o Estatuto Militar proíbe a participação de atos políticos por parte de militares da ativa, como é o caso do general.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + quatro =