O plano de retomada ao chamado “ novo normal”, que prevê um sistema de sinalização de cores que vai orientar todas as tomadas de decisão sobre o que poderá ou não funcionar, foi publicado hoje (21) no Diário Oficial do Município.

No estágio laranja, que a cidade entrará a partir de hoje, algumas atividades poderão funcionar e outras apenas no dia 25. Hoje já poderão funcionar:

I – serviços médicos, fisioterápicos e de odontologia; II – óticas; III – lojas de colchões; IV – lojas e atividade de construção ( indústria da construção civil); V – lojas mecânicas de automóveis; VI – lojas de venda e reparos de bicicleta; VII – estabelecimentos de venda de alimentos, com sistema drive thru, apenas e tão somente para vendas por meio deste sistema; VIII – lojas de materiais hospitalares.

No dia 25 de maio, poderão funcionar as outras atividades definidas na cor laranja, como:

– industria de extração de petróleo e gás, repartições públicas, concessionárias e lojas de automóveis, salões de beleza (obedecendo taxa de ocupação de 50%), escritórios de contabilidade e advocacia e imobiliárias (25% dos trabalhadores) .

Para determinar as cores, serão utilizados um conjunto de indicadores, como: a velocidade do avanço da doença, taxa de crescimento de novos casos, estágio de evolução, incidência de novos casos sobre a população, a mortalidade por Covid-19 e a capacidade de atendimento do sistema de saúde. Eles serão classificados, conforme o escore, em quatro sinais, correspondentes às seguintes cores:

Amarelo Nível 1 para situação de Alerta

Amarelo Nível 2 para situação de Alerta Máximo

Laranja para situação de Atenção Máxima

Vermelho para situação Grave

Roxo para situação Altíssimo Risco

Cada cor vai servir de parâmetro do estágio da doença em Niterói e consequentemente, que atividades poderão ser abertas. Além disso, regras para a abertura e funcionamento das empresas foram criadas

Os estabelecimentos comerciais, autorizados a funcionar deverão atender às seguintes regras:

-Disponibilizar álcool 70% e/ou preparações antissépticas ou sanitizantes de efeito similar para o público e os colaboradores no estabelecimento, em locais estratégicos e de fácil acesso

– Respeitar o distanciamento mínimo de 2,0 metros nas filas em frente a balcões de atendimento, ou caixas, ou 1,5 metros no lado externo do estabelecimento, sinalizando no chão a posição a ser ocupada por cada pessoa;

-Fazer a utilização, se necessário, do uso de senhas ou outro sistema eficaz para evitar filas ou aglomeração de pessoas;

-Sempre que necessário, designar um agente de desaglomeração para manter a organização das filas de espera no espaço interno ou externo do estabelecimento

– Ampliar o espaço entre atendimentos agendados, para preservar distanciamento entre pessoas e ter tempo de realizar a higienização de instrumentos de contato, quando aplicável;

-Realizar o atendimento de maneira individualizada, evitando, sempre que possível, a presença de acompanhantes;

-Em serviço de atendimento domiciliar ou agendado, questionar se no local de atendimento há indivíduo que apresenta sintomas respiratórios ou que se encontra em quarentena ou isolamento em decorrência do COVID-19, ficando proibido o atendimento domiciliar em caso afirmativo, exceto em caso de urgência e emergência de saúde.

PRIORIDADE NO ATENDIMENTO

Os estabelecimentos comerciais deverão fixar horários para atender os clientes com mais de sessenta anos e aqueles de grupos de risco, conferindo atendimento preferencial.

Pertencem ao grupo de risco, pessoas com:
I – cardiopatias graves ou descompensados (insuficiência cardíaca, cardiopata isquêmica, arritmias);
II – pneumopatias graves ou descompensados (em uso de oxigênio domiciliar; asma moderada/grave, doença pulmonar obstrutiva crônica – DPOC);
III – imunodepressão;
III – doenças renais crônicas em estágio avançado (graus 3, 4 e 5);
IV – diabetes mellitus, conforme juízo clínico;
V – obesidade mórbida (IMC maior ou igual a 40);
VI – doenças cromossômicas com estado de fragilidade imunológica (ex.:Síndrome de Down);
VII – idade igual ou superior a 60 anos;
VIII – gestantes, puérpera, e outras condições determinadas pelo Ministério da Saúde.

VEJA AQUI A INTEGRA DO DECRETO E QUAIS ATIVIDADES PODERÃO FUNCIONAR DE ACORDO COM AS CORES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *