Ex-deputado e empresário presos em mais uma etapa da Operação Lava Jato

O ex-deputado estadual Paulo Melo, o empresário Mário Peixoto, e pelo menos mais três pessoas foram presas, pela Polícia Federal, na manhã dessa quinta-feira (14) durante mais uma etapa da Operação Lava Jato, denominada Operação Favorito. Durante as investigações, segundo a polícia teriam surgido elementos que comprovariam envolvimento no esquema de fraudes em aquisição materiais para hospitais de Campanha para pacientes da Covid-19.

De acordo com a corporação, existiriam indícios de que a organização criminosa persiste na prática do esquema criminoso, se aproveitando da situação difícil ocasionada pela pandemia. As ações consistiriam nas contratações emergenciais e nos contratos firmados. Estão sendo cumpridos  Mandados de Prisão Preventiva e 42 Mandados de Busca e Apreensão nos estados do Rio e Minas Gerais. Segundo a PF, empresários pagaram propinas a conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) , a deputados estaduais e a outros agentes públicos para conseguir fornecer serviço de mão de obra terceirizada para o governo do estado e órgãos estaduais, nos últimos dez anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =