Evento de filiação de Bolsonaro ao PL é cancelado

Não será mais no próximo dia 22 de novembro que o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) irá sacramentar seu “casamento” com o Partido Liberal (PL). A legenda divulgou, neste final de semana, nota confirmando o cancelamento do evento que marcria a filiação do presidente ao partido.

De acordo com o comunicado, a decisão foi fruto de um “comum” acordo entre Bolsonaro o o presidente do partido, ex-deputado federal Valdemar da Costa Neto, “após uma intensa troca de mensagens”. Contudo, o partido pontua que isto não representa um cancelamento da filiação do presidente.

De acodo com o PL, estão sendo estudadas novas datas para a realização da cerimônia. Nos últimos dias, Bolsonaro vinha se posicionando de forma evasiva sobre a filiação. O presidente, em viagem a Dubai, chegou a afirmar que a filiação “atrasaria um pouco e dificilmente aconteceria no dia 22”.

“Eu acho difícil essa data de 22. Tenho conversado com ele (Valdemar), e estamos em comum acordo que podemos atrasar um pouco esse casamento para que ele não comece sendo muito igual os outros. Não queremos isso. Temos muitas coisas a acertar ainda. Por exemplo; o discurso meu e do Valdemar nas questões das pautas conservadoras, nas questões de interesse nacional, na política de relações exteriores”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro está sem partido desde novembro de 2019, quando saiu do PSL, legenda pela qual se elegeu presidente no ano anterior, após desentendimentos com as lideranças nacionais do partido. Tentou, nesse período, criar o seu próprio partido – o Aliança pelo Brasil, mas fracassou pois não conseguiu assinaturas suficientes para o deferimento do pedido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 20 =