Condenado por abusar de enteada de 11 anos é preso em Maricá

Autor do estupro da enteada de 11 anos em 1995, José Marcos da Silva, de 55 anos, conhecido como Jagun, recebeu o seu ‘bom dia’ de hoje (16) dos Policiais Civis da DCAV (Delegacia da Criança e Adolescente Vítima). Foragido da justiça, ele foi localizado e acordou com a polícia na porta de casa em Itaipuaçu, Maricá. José Marcos foi condenado pela 1ª Vara Criminal de Niterói a 13 anos e seis meses de prisão em regime fechado pelo crime de estupro de vulnerável. O abuso ocorrido há 25 anos foi registrado na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) que conduziu as investigações sobre o caso.

O estuprador morava com a família em Inoã e esperava a mãe da vítima sair para trabalhar para cometer o crime. A prisão do acusado aconteceu depois de atividades de inteligência e sistematização de dados pelos policiais da DCAV. O criminoso foi levado para a especializada e será encaminhado ao sistema penitenciário onde iniciará o cumprimento da pena imposta pela justiça.

Abusou da neta de 4 anos de idade

Mais tarde, ainda na manhã de hoje (16), os agentes da especializada foram até o endereço onde se encontrava Valdemir da Cruz Sá, conhecido como Bigode, de 63 anos, no bairro do Retiro, na mesma cidade. O idoso foi condenado e preso por abusar sexualmente da própria neta de apenas quatro anos na época. O crime aconteceu em 2012 e foi registrado na delegacia de Maricá, a 82ª DP. Valdemir, foi condenado em 2016 a oito de prisão em regime fechado em decisão emitida pela 8ª Câmara Criminal do Rio de Janeiro. O causado se encontrava foragido. Ele foi levado para a delegacia da área e encaminhado ao sistema penitenciário onde iniciará o cumprimento da pena imposta pela justiça.

Crime cometido há 20 anos tem desfecho

Em uma ação realizada na tarde da última segunda-feira (14) , policiais do DCAV executaram a prisão de Adilson Nascimento Monteiro, de 57 anos, conhecido como Tico também devido ao gravíssimo crime de estupro de vulnerável cometido há 20 anos. No entendimento da 1ª Vara Criminal de Itaboraí, Adilson é o autor do abuso sexual da própria enteada de 12 anos em 2000. Ele foi condenado há 10 anos em regime fechado. A prisão foi realizada em uma residência do bairro Apollo II, em Itaboraí, e teve como base investigações realizadas pela delegacia da cidade, a 71ª DP. O acusado foi levado para delegacia responsável e posteriormente foi conduzido ao sistema penitenciário onde permanece cumprindo a pena determinada pelo sistema judiciário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + nove =