Estudo mostra queda na renda dos idosos durante pandemia

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou numa pesquisa que aponta a queda na renda dos idosos durante a pandemia da Covid-19. Em muitos casos a renda não só diminuiu como foi totalmente perdida. Além desse dado o relatório mostra ainda que a maioria dos idosos adotou o isolamento social, com índice de 87,8% de adesão. Apenas 12,2% não respeitaram o distanciamento e 66% continuam trabalhando durante a crise sanitária.

A Fiocruz analisou dados da Pesquisa de Comportamentos (ConVid) e mostrou que 50,5% dos idosos trabalhavam antes da pandemia, dos quais 42,1% sem vínculo empregatício. Durante o período analisado, foi registrada queda na renda em 47,1% dos domicílios, sendo que 23,6% relataram forte redução e até mesmo ausência de renda. Entre aqueles que trabalhavam sem carteira assinada, a queda na renda ocorreu em 79,8% dos lares e a ausência de renda em 55,3%. Apenas 12% citaram alguém do domicílio que recebeu algum benefício do governo relacionado à pandemia.

“A pandemia veio somar os problemas para a saúde e o bem-estar da população idosa”, contou autora do estudo, Dalia Elena Romero. A pesquisadora destaca que a perda de renda do idoso afeta muito toda a família. Ela defende a ampliação do Benefício de Prestação Continuada (BPC), do auxílio emergencial e de programas de renda mínima, além de políticas que aumentem a escolaridade e a inclusão digital, para proteger a população idosa e seus dependentes da vulnerabilidade social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =