Estudo da dragagem do Canal São Lourenço deve ser concluído até setembro

Raquel Morais –

A Prefeitura de Niterói confirmou que o contrato com a empresa selecionada para o estudo da dragagem do Canal de São Lourenço será assinado ainda essa semana. A notícia é mais um passo no projeto que vai recuperar essa parte da Baía de Guanabara, gerando economia de até 30% nos trabalhos atuais dos estaleiros e melhorando a vida marinha. O setor naval comemora a proximidade do desassoreamento, já que todo o processo dura 20 anos.

Um dos diretores do estaleiro Camorim, na Ilha da Conceição, João Guerra, disse que ainda não teve novidades sobre a documentação. Mas a administração municipal confirmou em nota que no final de novembro, publicou no Diário Oficial o resultado do procedimento licitatório para realização do Estudo de Impacto Ambiental (EIA), Relatório de Impacto Ambiental (Rima) e Assessoria Técnica para Licenciamento Ambiental para obras de dragagem do canal de São Lourenço. O contrato com a empresa selecionada será assinado ainda essa semana.

Já o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) informou que aguarda um posicionamento da Prefeitura de Niterói para que o órgão emita um parecer sobre a obra. Enquanto os documentos não são liberados o depósito de dejetos no fundo do mar não para. As embarcações grandes continuam sem conseguir chegar na base dos estaleiros, devido à quantidade de lixo depositado. A profundidade atual é de cerca de cinco metros e com a limpeza alguns pontos chegarão aos sete metros. Enquanto o assoreamento não é feito, os metalúrgicos que trabalham nos estaleiros continuam sendo mandados para fazer trabalhos, como pituras, reparos e soldas, por exemplo, em plataformas instaladas longe da base.

A Prefeitura de Niterói reforçou que o estudo será realizado pelo valor de R$ 599.856 e é de extrema importância para que o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) libere a obra, de responsabilidade do Governo Federal. A empresa escolhida terá prazo de nove meses para concluir o trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 11 =