Estudantes fecham rodovia contra má conservação de escola

Cerca de 50 estudantes do Ciep 251 Dona Maria Portugal, no Baldeador, em Niterói, fecharam a Rodovia Amaral Peixoto (RJ-104) na manhã de segunda-feira reivindicando melhores condições de ensino e obras na unidade. Eles alegam que a escola está em péssimo estado de conservação, com janelas e portas quebradas, falta de alimentação, ar-condicionado quebrado e um andar inteiro bloqueado e abandonado. A manifestação durou alguns minutos e, segundo os manifestantes, muitos motoristas abraçaram a iniciativa assinando um abaixo-assinado contra o fim da escola. Caso as reivindicações dos manifestantes não sejam atendidas, eles prometeram ocupar a escola nos próximos dias.

Os alunos reclamam ainda que na unidade escolar não há ensino médio e que os estudantes que estão se formando no ensino fundamental serão encaminhados para uma escola no bairro do Caramujo. Eles alegam que o local é perigoso. Uma estudante de 16 anos que cursa o 9º ano explicou que professores e diretores estão fazendo de tudo para manter a escola funcionando, mas que a Secretaria estadual de Educação não apresenta nenhuma solução para o desgaste da escola.

“Os professores compram a caneta para escrever no quadro e a diretora estão tentando comprar comida com dinheiro do próprio bolso. Há meses não temos alimentação direito. Já não temos mais o café da manhã. A escola está abandonada, quebrada. No último andar você vê o abandono. Todo o andar está interditado e tem muito mosquito, rato e outros bichos lá em cima”, disse.

Os estudantes explicaram que querem apenas direito de estudar com dignidade e que temem serem encaminhados a uma escola próxima de uma comunidade perigosa como o Caramujo.

A Secretaria de Estado de Educação informou que a obrigação de execução do Ensino Fundamental é das prefeituras, cabendo ao Estado a oferta do Ensino Médio. Para o ano letivo de 2017, os alunos que estudam no Ciep 251 serão transferidos para o Ciep 447 – Antinéia Silveira Miranda, que pertence à prefeitura municipal e fica cerca de 1,5 km de distância. A Seeduc negou que haja falta de merenda, aparelhos de ar-condicionado e outros materiais no Ciep.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =