Estrela do tênis de mesa foca na medalha em Paris

O ciclo da Olimpíada de Paris começou recheado de boas notícias para o mesa-tenista Hugo Calderano. Além de faturar o maior título da carreira, o WTT Star Contender, em Doha, no final de setembro, e subir para o quinto lugar do ranking mundial (posto inédito para um latino-americano), ele foi apresentado no novo clube, o Fakel Gazprom Orenburg (Rússia), que é pentacampeão europeu.

Porém, o brasileiro quer mais, a conquista de uma medalha nos Jogos de 2024 na capital francesa. “Tenho os pés no chão, mas sei daquilo que sou capaz. Quero buscar cada vez mais conquistas. Não estou satisfeito. Considero que vivo a minha melhor forma física e técnica. E a motivação é gigante para o futuro”, declarou em entrevista coletiva.

Em Orenburg (Rússia), Calderano fará parte da equipe ao lado do taiwanês Lin Yun-Ju (6º do ranking mundial), do alemão Dimitrij Ovtcharov (8º), do português Marcos Freitas (24º) e do russo Aleksandr Shibaev (87º). “Um pode aprender muito com o outro. Apesar de estarmos em um nível muito parecido, acredito que conseguiremos criar um misto de experiência e juventude. Devemos ser a equipe mais forte da Europa, e vamos assumir esse posto de favoritos na briga pelo sexto título continental do clube”, declarou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − sete =