Estratégia de vacinação reduz incidência da Covid-19 em Maricá

Os resultados apontados pela pesquisa Sentinela Covid-19 em Maricá estão comprovados na prática. A pesquisa, por amostragem, realizada pelo Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTiM) e pelo laboratório de microbiologia molecular da UFRJ e em sua terceira fase na cidade, sugere que a incidência de novos casos de Covid-19 na cidade está em uma curva decrescente.

Dados da Secretaria Municipal de Saúde apontam que o movimento é diretamente relacionado com o avanço da vacinação dentro das estratégias previstas no Plano Nacional de Imunização e com o planejamento de atuação executado pela Prefeitura nos pontos mais críticos apontados pela pesquisa.

Maricá já tem 100% dos grupos prioritários e 60 mil dos seus 168 mil habitantes já com a primeira dose da vacina, o que representa 40% da população. Esse avanço é refletido em um indicador usado pela Saúde, a taxa de positividade de novos casos de Covid-19, que estava em 38,3% em abril, caiu para 37,3% em maio e deu um salto para baixo, proporcional à aceleração da vacinação, em junho, caindo para 30,7%.  

Outro indicador diretamente relacionado ao comportamento da pandemia está no número de internações registrados na cidade. Apenas no Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, unidade de referência em Covid-19 no estado, a quantidade de internações vem em queda também nos mesmos meses do comparativo.  Foram 269 em abril, 270 em maio e 154 em junho, uma queda de 42,7%. Os óbitos repetem igual comportamento, com 125 em abril, 93 em maio e 53 em junho.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + vinte =