Estado tem quase 19 mil postos de trabalho fechados no setor de bares e restaurantes

Uma das categorias mais afetadas pela pandemia do coronavírus no Estado está sendo a de bares e restaurantes, que teve seus estabelecimentos fechados diante das medidas de isolamento social. De acordo com o Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SindRio), em abril foram fechados quase 19 mil vagas de emprego no Estado, e em torno de mil empresas encerraram suas atividades.

Na capital, a perda de postos de trabalho foi de 11,5 mil e em todo país 83.892 vagas de emprego foram fechadas, em abril. O órgão informou que no estado cerca de 10% das empresas do ramo fecharam e 1/3 não deverá chegar até o fim do ano, caso não sejam adotadas medidas de crédito e apoio ao pequeno empreendedor.

O faturamento estimado do setor no Estado foi de R$ 156,3 milhões, o que representa queda de R$ 788,3 milhões na comparação com maio do ano passado. Nos primeiros cinco meses do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, o faturamento das empresas do setor recuou 31,6% (- R$ 1,6 bilhão). O SindRio ressalta também que em abril, houve redução na arrecadação de ICMS de 70,2% na atividade, dimensionando o tamanho da crise no Rio.O sindicato criticou o governo federal, explicando que cerca de 85% dos estabelecimentos não tiveram acesso a qualquer crédito, já que encargos trabalhistas, cobranças de concessionárias de serviços públicos e aluguéis são cobrados.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o setor de alojamento e alimentação (que engloba bares e restaurantes) foi o que mais teve retração no Brasil. Em março, a diferença entre admissões e demissões ficou negativa em 83 mil postos de trabalho, uma queda de 4,17%. Já em abril, a queda foi de 6,64%, o que representa a perda de 127.876 mil vagas de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *