Esposa e vereadores repercutem soltura do Rodrigo Neves

Logo após a notícia que o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT), ser solto na tarde desta terça-feira (12), sua esposa Fernanda Sixel foi as redes sociais comemorar a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Sixel estava acompanhando o julgamento no tribunal, junto com os filhos. Em Niterói, na Câmara de vereadores, os parlamentares foram pegos de surpresa com a decisão de liberdade. Muitos evitaram discursos inflamados e falaram em ‘esperar pela decisão da Justiça’.

“Agora no TJ, com a família do nosso prefeito, por 6 votos a 1 ele será solto e retorna a Prefeitura, o que mais me emocionou foi a referência que os desembargadores fizeram pela defesa da democracia na hora de conferir os seus votos”, declarou Fernanda Sixel.

Durante a sessão na Câmara, enquanto o vereador Paulo Eduardo (Psol) usava a palavra, os demais parlamentares recebiam pelo celular a notícia que o prefeito tinha sido solto. O vereador João Gustavo (PHS) parabenizou a família pela luta incansável que tiveram. “Justiça vai se fazer ainda, porque não existe uma prova concreta, existe uma denúncia que ainda não foi homologada. Não podemos nunca fazer o julgamento do impeachment sem ter provas judiciais. Isso deverá ser feito com calma e sabedoria. Estou satisfeito pela família e por ele que tem feito muito por Niterói”, declarou.

O presidente em exercício, vereador Milton Cal (PP), disse que foi bom a Câmara não ter se precipitado. “É preciso muita calma nessa hora. A Câmara sempre respeitou a decisão da justiça, que na nossa opinião, sempre terá que ser respeitada. Acreditamos que agora o prefeito com amplo direito de defesa vai provar que é inocente”, ressaltou.

Já Bruno Lessa (PSDB) disse que a decisão judicial se cumpre. “Não tem o que comentar. Práticos, seguimos com a convicção de que o governo é um governo cercado de corrupção. O setor de transporte é só um assunto que terá nosso combate na fiscalização contínua aqui na Câmara”, disse Lessa.

Os Psolistas Paulo Eduardo Gomes e Renatinho ficaram felizes pela família, mas disseram que preferem aguardar da justiça para saber a decisão final. “Vamos fazer uma reunião da bancada para discutir quais são as consequências que isso vai gerar e amanhã teremos uma decisão”, declarou Renatinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *