Esposa de Daniel Silveira recebe auxílio emergencial

O auxílio emergencial, um benefício pago a pessoas desempregadas, foi recebido por Paola da Silva Daniel, esposa do deputado Daniel Silveira, enquanto ela ocupava o cargo de coordenadora de gestão de pessoas no Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, vinculado ao Ministério do Meio Ambiente.

De acordo com a publicação no Diário Oficial, ela recebe R$ 5,6 mil por mês pelo cargo. Desde a sua nomeação em outubro, ela recebeu quatro das sete parcelas do benefício emergencial o que acumula um total de R$ 1.800.

Agentes públicos, incluindo quem ocupa cargos temporário, não têm direito de receber o benefício. É o que estabelece o decreto de regulamentação.

A esposa do deputado se apresenta como advogada, com pós-graduação em Ciências Criminais, nas redes sociais

Apesar de a pasta informar que faria uma revista rigorosa para identificar falhas na distribuição do benefício, no caso de Paola, o sistema não indica nenhuma devolução do recurso, nem mesmo a saída do programa.

Questionada sobre o recebimento do recurso enquanto ocupava cargo no Ministério do Meio Ambiente, Paola disse que está tentando devolver o recurso recebido, segundo ela, até novembro. No entanto, dados da Caixa mostram dois pagamentos em dezembro.

“Minha última parcela do auxílio foi em novembro. Moro em Petrópolis e precisava do dinheiro para custear minha despesa até meu local de trabalho. Após meu primeiro vencimento, procurei uma maneira de devolver essa última parcela, pesquisei e observei que era bem burocrático e que continha muitas dificuldades, dificuldades estas que ainda estou tentando solucionar. No mais, fiz tudo dentro da legalidade”, disse.


Segundo a Caixa, foram feitos três pedidos de pagamento do benefício para a esposa do parlamentar. O primeiro deles, no dia 12 de abril, foi negado por falta de informações. O segundo, protocolado no dia 27 do mesmo mês, teve a mesma resposta. Somente na terceira tentativa, feita em 6 de junho, é que o recurso pôde ser liberado. Desde então, foram creditadas cinco parcelas de R$ 600 e outras duas de R$ 300.

Daniel Silveira está preso desde a última terça-feira, por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi preso em flagrante após ter publicado um vídeo insultando, de forma violenta, ministros do STF.

Mãe de Daniel Silveira é denunciada

Matildes da Silva Silveira,mãe do deputado Daniel Silveira, foi denunciada após postar nas redes sociais: Meu sonho seria acordar amanhã cedo com a notícia: ‘O Exército acaba de invadir o STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 3 =