Especialistas estudam nova forma de transmissão do coronavírus

A possibilidade de contágio pelo coronavírus através de partículas de ar está movimentando os especialistas e a comunidade acadêmica que pesquisa a transmissão em todo mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou uma carta aberta explicando a necessidade da revisão da forma de transmissão do coronavírus; já que estudos mostram que essa possibilidade de contágio e não somente através de superfícies, já que elas podem ficar suspensas.

O documento foi desenvolvido com mais de 200 cientistas de mais de 30 países. Muito se fala da forma de contágio que o vírus é transmitido através de gotículas respiratórias. Quando expelidas pela fala, tosse ou espirro elas são mais pesadas do que o ar e tendem a cair rapidamente. Mas o novo estudo sugere que elas ficam suspensas aumentando ainda mais a possibilidade de transmissão.

O biomédico virologista do Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação (IBMR), Raphael Rangel, contou sobre a possibilidade de transmissão do coronavírus pelo ar e a flexibilização das medidas de segurança no combate à doença.

“É uma bomba-relógio que começou a ser armada, em relação a um possível novo pico da infecção. Por mais que o município e o estado estejam equipados para receber doentes, o que realmente importa é que as pessoas tenham consciência que não podemos nos descuidar. A flexibilização é para a economia e não para os cuidados de higiene e proteção contra o coronavírus. As pessoas usam muito o termo empatia, mas pouco colocam em prática”, explicou.

A dona de casa Fátima da Costa, 60 anos, disse que tem muito medo da contaminação pelo coronavírus.

“Eu acho que essas pesquisas devem ser cada vez mais desenvolvidas. Agora essa notícia deve fazer com que as pessoas tenham ainda mais medo ao sair de casa. Temos que redobrar a atenção na rua e não colocar as mãos no rosto. Mesmo eu não precisando de óculos eu só vou na rua de óculos, para proteger a minha visão, além da máscara”, desabafou a moradora do Ingá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =