Escritora niteroiense cria livro onde aborda o luto para crianças de forma lúdica

Ana Rebello trata do assunto na obra “Miguel foi para o céu”

Falar sobre a morte para crianças nem sempre é fácil, principalmente em uma época onde tantas pessoas perdem as vidas por causa da covid, como na atualidade. Pensando em tratar o assunto de uma forma lúdica, a escritora niteroiense Ana Rebello criou o livro “Miguel foi para o céu”, que faz parte da coleção “Fale a verdade, apesar da idade”.

Apesar de ser uma obra infantil, a escritora afirma que o livro foi escrito para ser lido em família, tratando de temas delicados que muitas vezes são considerados tabus entre as crianças.

“A ideia é falar de maneira lúdica esse tema que, apesar de todos terem receio desse acontecimento, ele é tão natural quanto o nascimento. E é inegável que, em algum momento da nossa vida de crianças ou adultos, vamos ter que falar sobre ele, seja na perda de um ente querido na família, um animalzinho de estimação ou uma notícia que aparece na TV”, explicou Ana.

A autora salienta que é necessário tratar do tema respeitando as condições dos acontecimentos individuais. Ou seja, é preciso ressaltar a necessidade de acompanhando psicológico, caso seja preciso. Além disso, não se deve generalizar as emoções, pois cada pessoa reage à morte de um jeito.

“Como contar quando alguém se fará ausente para sempre? Qual a hora certa de falar a verdade? Pode parecer complicado, mas não é. A verdade deve ser exposta a todo o momento, levando em conta a idade da criança na hora e também a forma de falar sobre o assunto”, salienta.

Capa do livro “Miguel foi para o céu”. Foto: Divulgação

Além de escritora, Ana Rebello é jornalista, radialista e diretora de marketing de uma empresa ligada ao ramo funerário. Foi da experiência profissional de momento que ela se inspirou para fazer o livro, principalmente por causa dos “excessos de receios” que percebia ao notar quando alguém tentava explicar o que era a morte para uma criança durante um funeral.

O livro, segundo a autora, é uma das maneiras que trabalha aquilo que ela chama de “serviço educacional funerário”, que é uma forma de transformar a dor da perda em “memórias de amor como forma de homenagear aqueles que se foram”.

“Miguel foi para o céu” foi lançado pela editora Bem Cultural e conta com o trabalho de Rodrigo Santana CB nas ilustrações. O livro também se encontra disponível em formato digital. Para mais informações, os interessados podem enviar um e-mail para : faleaverdadeapesardaidade@gmail.com ou acessar o Instagram @faleaverdadeapesardaidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + oito =