Escritor niteroiense lança livro com poesias

O escritor Jordão Pablo de Pão lança o livro “Café Quente” no próximo dia 8 de agosto, quinta-feira, a partir das 18h, no Teatro Popular Oscar Niemeyer. A obra, publicada pela editora Itapuca, é composta por poemas, minicontos e crônicas inspirados pela leitura dos escritos existenciais de autores contemporâneos. Com entrada gratuita, o evento terá microfone aberto para os artistas presentes e marcará também o lançamento da segunda edição de “O Mar do Meu Velho”, livro de estreia do autor.

Desde que leu pela primeira vez Clarice Lispector, Jordão Pablo de Pão entendeu seus escritos tratarem de uma trama muito íntima e que ele, como leitor, conhecia: criou empatia. A partir das marcas deixadas em si pelo atravessamento tão oportuno das ideias da autora, surgiu a necessidade de registrar tal processo – suas escrituras, dela e dele, são extremamente influenciadas pela perspectiva psicológica do contexto factual, texto imbricado onde nada é gratuito e as colocações ditas em frases aparentemente em único plano não permitem que o leitor passe olhos apenas. A obra interage com as formações humanas, culturais, o que gera empatia e busca o leitor para ajudar a construir sentido, peça essencial que é no processo de fruição literária.

Um militante da literatura, assim se define Jordão Pablo de Pão. Escritor, Revisor, Produtor Cultural com ênfase em atividades literárias, Professor de Literatura e Pesquisador de Memória Literária. Descobriu a força das palavras durante o período escolar e a Licenciatura em Letras na UERJ. Membro Titular da Academia Niteroiense de Letras e detentor da Medalha Escritor José Cândido de Carvalho, da Câmara Municipal de Niterói. Colaborador de diversos periódicos e obras coletivas, participou de reedições históricas de clássicos da literatura e promove eventos públicos gratuitos a fim de mapear o construto sócio-histórico que a literatura promove no Rio de Janeiro. Melancólico de ascendência lusa e capricorniano demasiado, encontra, no quarteto Elis – Bethânia – Carmen – Lispector, a referência artística para um mundo menos alienado de suas questões, e mais próximo da delicadeza necessária ao existir humano. “Café Quente” é seu segundo livro e traz a continuidade da investigação do artista como ser humano e da humanidade como conceito na expressão criativa.

A entrada é gratuita, a classificação etária é livre e o Teatro Popular Oscar Niemeyer fica na Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, S/N no Centro de Niterói. Mais informações pelo telefone (21) 98124-7937.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 9 =