Escola divulga prática de Ioiô como esporte

Com o objetivo de mostrar que o ioiô pode ir bem mais além de uma mera brincadeira de infância, o Colégio Estadual José Bonifácio, no Fonseca, promove amanhã, dia 25, por meio de uma equipe de instrutores voluntários, a I Oficina de Ioiô da unidade escolar. A ação tem como objetivo divulgar a modalidade como esporte e realizar um torneio aberto durante o período de recreio da escola. Os melhores jogadores receberão materiais e apoio através de patrocinadores para participar do próximo Campeonato Brasileiro que será realizado em 2018.

“Recebemos a visita de voluntários do entorno desta comunidade dedicados à prática e à divulgação deste esporte que, para muitos, é considerado como uma simples brincadeira. Eles fizeram uma demonstração e, a partir dela, surgiu a ideia da oficina. É interessante perceber que algo tão simples e de baixo custo pode também significar uma mudança de futuro na vida de nossos jovens”, ressaltou a diretora do colégio, Rosangela Comunale.

A equipe de instrutores é vinculada à Associação Brasileira de Ioiô (ABI) que existe há 15 anos e é uma entidade sem fins lucrativos. Entre os principais focos de atuação estão a realização do Campeonato Brasileiro, a oferta de apoio técnico para a realização das etapas regionais e o incentivo ao esporte.

3 -Escola divulga prática de Ioiô como esporte (2)
De acordo com um dos jogadores da equipe Falcon de Ioiô, Sérgio Renato Brasil, a prática do brinquedo já lhe rendeu histórias que mudaram positivamente a rotina da garotada. Entre elas, o atleta destaca a de um menino que possuía dificuldades na socialização e não seguia um cotidiano alimentar regular e saudável. “Conheci um menino que tinha uma dificuldade tremenda em socializar-se. Chamei-o e ensinei-o a jogar. Logo, se enturmou. Na semana seguinte, se empolgou mas não conseguia fazer a manobra ‘dorminhoco’ que requer força. Recomendei que se alimentasse melhor pois precisava ficar forte. Assim o fez. Sua mãe, em seguida, relatou que passou a comer melhor. Até na escola o rendimento melhorou”, contou Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + onze =