Equipe da Fiocruz permanece no Parque Atalaia

O monitoramento na suspeita de febre amarela silvestre em Macaé continua. Uma equipe do Laboratório de Mosquitos Transmissores de Hematozoários da Fiocruz chegou ao município nesta quarta-feira (05) a fim de identificar e capturar mosquitos Haemagogus e Sabethes, vetores da doença. Até nesta sexta (07), os pesquisadores Maycon Neves, técnico em Saúde Pública do instituto, e Paulo Leite, cedido pelo Ministério da Saúde, permanecem no Parque Municipal Atalaia, onde instalaram armadilhas para capturar as espécies.

Armadilha BG Sentinela, de atração e puçás – que funcionam como uma rede – estão sendo utilizadas pela dupla, em diversos pontos do parque, incluindo as proximidades de onde foram encontrados os macacos mortos e também fora da área do Atalaia, próximo às moradias do local. Os mosquitos capturados serão levados para o Rio, para exames que devem identificar se há a presença da doença.

“Estaremos aqui até sexta-feira para tentar capturar o maior número de mosquitos possível e identificar, principalmente, as espécies vetores da doença, já que nem todas são. Após a análise, os resultados são enviados para o Ministério da Saúde, que vai tomar as devidas providências”, explicou Maycon.

Na última terça-feira, representantes do Nupem-UFRJ e de órgãos da prefeitura realizaram uma varredura em trilhas do Atalaia, onde encontraram mais um macaco morto e outro doente, mas que também acabou morrendo nesta quarta (5). Na semana passada, equipe do parque, junto com a guarda ambiental, já tinha encontrado dois primatas mortos.

O sangue e os órgãos (baço, coração e fígado) do último macaco encontrado já foram enviados para análise. O trabalho, realizado por integrantes do Parque Atalaia, Guarda Ambiental, Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Nupem/UFRJ e voluntários vacinados, terá monitoramento de rotina dos profissionais do local.

Para reforçar os cuidados e evitar que a doença faça vítimas no município, por precaução, desde o mês passado, antes mesmo da descoberta dos macacos mortos, o parque está fechado para visitação. O Parque Atalaia é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral com 235 hectares e pertence a Córrego do Ouro, região serrana de Macaé.

VACINAÇÃO
Quem precisar ser imunizado contra a febre amarela deverá procurar a unidade da Estratégia Saúde da Família (ESF) mais próxima de sua residência para cadastro. Para realização do cadastro, é necessária a apresentação do comprovante de residência. No caso de não haver uma ESF perto de casa, procurar a Casa da Vacina. Quando novas remessas das doses forem encaminhadas pelo Governo do Estado, o usuário será contactado para que retorne ao local, a fim de que seja vacinado. Até o momento, 164 mil pessoas foram vacinadas em Macaé contra a febre amarela.

A Casa da Vacina funciona na Rua Antero Perlingeiro, 76, Centro, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Esta unidade segue com a vacinação de quem já havia realizado o agendamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 5 =