Ephemera continua em exposição no MAC

O Museu de Arte Contemporânea recebe ainda a exposição “Ephemera: Diálogos Entre-Vistas”. Essa mostra reúne diferentes gerações da história da arte contemporânea brasileira a partir dos anos 50 e conta com obras da Coleção João Sattamini/MAC Niterói.

Ocupando o Salão Principal e o Mezanino, a exposição, que conta com a curadoria de Luiz Guilherme Vergara, expõe trabalhos de mais de 40 artistas. Entre eles, Anna Bella Geiger, Antonio Dias, Cildo Meireles, Ione Saldanha, Lygia Clark e Tunga (falecido no último dia 6 de junho). A mostra terá longa duração e parte das obras será substituída ao longo do período de exposição.

Em “Ephemera: Diálogos Entre-Vistas”, as diferentes gerações da história da arte contemporânea brasileira presentes nas Coleções MAC e João Sattamini funcionam como vozes e testemunhas de uma época que não acabou. São 60 anos de arte simultaneamente representados nas obras (esculturas, objetos e pinturas) destes artistas, com três participações especiais incluídas neste conjunto de obras – Ricardo Basbaum e Daniela Mattos, além do artista visual Daniel Leão, com o vídeo que reúne entrevistas do projeto “Amor Pela Arte”.

“Uma coleção de obras de arte não é um simples “coisário”, mas sim um relicário de cruzamentos de vidas e ressonâncias de múltiplas vozes e narrativas. Assim, o sentido público de expor e do museu do contemporâneo não se limita a perpetuar histórias e narrativas fixas do passado, mas promover a sua atualidade e atualização permanente pela produção e inauguração de modos de entre-vê-las em diálogos com a sociedade.

Por isso também trazemos os conceitos da física de “Ephemeras e Momentum” para inaugurar esta abordagem curatorial orgânica e relacional entre a coleção e a inspiradora arquitetura circular do museu como lugar de múltiplas ‘contemporalidades’ da arte, da existência e do universal. A exposição é, antes de mais nada, um acontecimento de encontros com o tempo presente. Acrescenta-se, então, o cuidado da escolha das obras, que terão o papel de guardiães do tempo em diálogos entre-vistas com as exposições temporárias, a comovente arquitetura redonda de Oscar Niemeyer e principalmente, os visitantes passageiros da nossa época – Ephemera”, explica Luiz Guilherme Vergara, Diretor do MAC de Niterói e curador da mostra.

Serviço:
“Ephemera: Diálogos Entre-Vistas”, coletiva
Curadoria: Luiz Guilherme Vergara
Local: Salão Principal e Mezanino
De terça a domingo, das 10h às 18h.
Valor do ingresso: R$ 10 (entrada gratuita às quartas-feiras). Estudantes, professores e pessoas acima de 60 anos pagam meia. Entrada gratuita para estudantes da rede pública (ensino médio), crianças de até 7 anos, portadores de necessidades especiais e moradores ou nascidos em Niterói (com apresentação do comprovante de residência) e visitantes de bicicleta.
Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/n – Niterói RJ
Informações: 21 2620-2400 / 2620-2481

One thought on “Ephemera continua em exposição no MAC

  • 19 de outubro de 2016 em 16:17
    Permalink

    Os pontos tocados no texto mostram de forma clara o tema abordado, agradeço novamente. Abs. Luiz Carlos Casante

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 5 =