Entrevista com o candidato a prefeitura de São Gonçalo Dr. Dilson Drumond

Wellington Serrano

O candidato a prefeito pelo PSDB, Dr. Dilson Drumond, 69 anos, é médico, ex-vereador por cinco mandatos e deputado federal. Atua como médico, em São Gonçalo, há 43 anos. Foi secretário municipal em três oportunidades diferentes e acredita estar preparado para administrar a cidade por conhecer bem a máquina pública. É sua primeira tentativa de concorrer ao cargo de prefeito da cidade. Como político, obteve cinco mandatos de vereador; foi secretário do município em três oportunidades e deputado federal, em 2012. Dr. Dilson disse que está preparado para a missão importante e desafiadora, que é ser prefeito de São Gonçalo. “Precisamos de grandes projetos para o desenvolvimento da nossa cidade. Não dá mais para sermos lembrados somente em época de eleição. Hoje, a cidade vive um completo e lamentável abandono. Precisamos mudar o rumo das coisas”.

A Tribuna – De acordo com a nova lei eleitoral que não permite financiamentos de empresas como está sendo sua campanha?
Dr. Dr. Dilson Drumond – Isenta de doações milionária, mas sendo feita direta em contato com o eleitor. Estamos visitando casa à casa, de mão em mão e conhecendo o eleitor olho no olho. Não dispomos de recursos financeiros, mas suprimos com muita garra, com uma equipe de primeira linha, tecnicamente e moralmente muito forte.

AT – Qual será sua primeira ação de governo no primeiro ano?
Dr. DD – De acordo com o nosso Plano de Governo, vamos atuar em várias frentes, no entanto, a área da saúde é a que precisa de mais emergência porque sofre com a falta de remédios e insumos. Nossa ideia é descentralizar a saúde e fazer a reestruturação da atenção básica, priorizando o atendimento nos postos de saúde com especialistas em diversas áreas.

AT – O senhor vai fazer uma Reforma Administrativa?
Dr. DD – Sim. Mas não farei uma caça as bruxas e não mandarei embora pessoas competentes só porque são de outra linha de governo. Vamos privilegiar os quadros técnicos. São Gonçalo precisa imediatamente de um choque de ordem e atacar os problemas através de várias frentes ao mesmo tempo.

AT – O Comperj não veio e agora? Como atrair investimentos para a cidade?
Dr. DD – Segundo informações que tenho, o Comperj vai funcionar com 20% de sua capacidade. E já temos um plano para isso. Caso o Complexo se concretize na sua totalidade vamos trabalhar a cidade para isso. No entanto, São Gonçalo não pode ficar esperando essas obras para avançar. O nosso município vai buscar uma saída na arrecadação própria e caminhar com os nossos próprios pés.
A Tribuna – A mobilidade é o principal problema das cidades. O que o senhor vai fazer para melhorar o Trânsito em São Gonçalo?
Dr. DD – Para resolver essa questão temos planos de implantar, na antiga linha férrea, o Veiculo Leve sobre Trilhos Aéreo (VLT). Já temos o espaço, vamos desapropriar muito pouco e aumentar a fluidez no trânsito. Além disso, vamos fazer baias para os ônibus encostarem e rodoviárias que não temos. Vou me reunir com o Consórcio de Trasportes e exigir ônibus novos de melhor qualidade, com ar condicionado e acessibilidade. A criação de ciclovias e bicicletários está no meu programa de governo que visa incentivar a tradição dos gonçalenses no uso deste tipo de bicicletas o que melhora o meio ambiente.

A Tribuna –
Sobre a Saúde, o que o senhor pretende fazer para o atendimento ao cidadão?
Dr. DD –
Temos que fazer uma reforma profunda, capacitar os profissionais e fazer cursos de reciclagens. Vou melhorar a atenção básica e garantir que exames simples sejam feitos em postos de saúde; construir um novo hospital público para acabar com o caos do Pronto Socorro e definitivamente criar a clínica oncológica, para tratar os doentes de câncer em nossa própria cidade. Está no meu programa de governo implantar os Serviços de Pronto Atendimento (SPA) 24 horas nos principais pontos da cidade, onde já existem estruturas.

A Tribuna – São Gonçalo tem um dos piores PIBs do Estado. Como enfrentar esse problema e fazer a cidade crescer?
Dr. DD – A questão toda, se dá no fato de que temos a segunda maior população do estado, com mais de um milhão de habitantes, que acaba por fazer com que orçamento do município, que hoje está na ordem de R$ 1.2 bilhão seja insuficiente. Nossa cidade tem a pior renda per capita dentre todos os municípios do estado. Para mudar é necessário que haja atrativos para que novas empresas se instalem na cidade. Só através da criação de novos postos de trabalho teremos aumento da renda do cidadão. E uma vez que haja crescimento na oferta de empregos a cidade cresce junto. Por exemplo: vejo aquela área de Neves abandonada e fico muito triste, aquela região já foi um importante polo industrial, e precisa voltar a ser. Para isso, o governo precisa ter pulso e agir através de leis e incentivos. A maior vocação de São Gonçalo é a grande oferta de mão de obra.

AT –
São Gonçalo já teve dois Batalhões de Polícia e hoje conta apenas com 600 policiais para vigiar quase 250 km2 de área. O que o senhor vai fazer para deixar a cidade mais segura?
Dr. DD- Vou dobrar o efetivo do 7 º Batalhão, trabalhar na poda de árvores e iluminar bem a cidade com lâmpadas de led em todos os locais, inclusive nas periferias. Faz parte do meu programa de governo, depois da capacitação, armar a guarda municipal, dobrar o seu efetivo e criar o agente de trânsito para desafogar a guarda. O convênio junto com a Secretaria de Segurança do Estado para implantação do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) também faz parte, além do sistema de monitoramento de câmeras nos principais pontos da cidade. A segurança pública é problema do prefeito sim, chamo a responsabilidade porque vou trabalhar para dar segurança aos munícipes.

AT – Qual seu projeto para o lixo na cidade?
Dr. DD – São Gonçalo vai ter um Departamento de Limpeza Urbana (DLU) para ser um órgão responsável por limpezas de valão, de rios, triagem do lixo, coleta seletiva e reciclagem. São Gonçalo recebe o lixo da Transoceânica de Niterói e do Rio de Janeiro e vamos regularizar os lixos e aterro sanitários, a coleta de lixo vai ser eficiente, os caminhões vão ter tabelas de dias exatos de recolhimento do lixo e acabar com a sujeira nas ruas.

AT – Qual seu plano para geração de Emprego e Renda?
Dr. DD – Vamos captar empresas para investir na cidade. Atrair os micro e pequenos empresário se faz necessário. O Pólo de Guaxindiba vai ter incentivos e temos que dar mobilidade ao nosso povo. O tempo que é gasto no trânsito prejudica nosso trabalhador. O povo de São Gonçalo merece uma qualidade de vida melhor.

AT – Qual sua mensagem para a população gonçalense?
Dr. DD – Quero ser prefeito para trabalhar em busca de uma São Gonçalo possível e junto com o nosso vice Daniel da I9, que é um jovem capacitado, cheio de ideias e que tem um papel super importante em nossa gestão vamos levar mais segurança, saúde, educação e principalmente com mais qualidade de vida para nossa gente. Esta São Gonçalo, que hoje está apenas nos livros de história ainda é viável. Precisamos resgatar a autoestima do gonçalense.

Um comentário em “Entrevista com o candidato a prefeitura de São Gonçalo Dr. Dilson Drumond

  • 21 de setembro de 2016 em 14:36
    Permalink

    Queremos mudar São Gonçalo e vamos conseguir com Dr Dilson Drumond
    E 45

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *