Entradas e saídas de Niterói terão 70 câmeras inteligentes

A Prefeitura de Niterói deu ontem mais um passo para melhorar a segurança na cidade, em apoio às forças de segurança. O prefeito Rodrigo Neves assinou a ordem de início de instalação do sistema de cercamento eletrônico, que utilizará 70 novas câmeras de monitoramento inteligente, que identificam carros roubados, furtados ou clonados em frações de segundo e emitem um alerta para que o veículo seja interceptado pela polícia. As câmeras serão instaladas nas principais vias da cidade.

“Niterói será a primeira cidade do Estado a ter um cercamento eletrônico total. Já temos oito portais de segurança nas principais entradas da cidade e hoje, com esse projeto, nós ampliamos para toda a cidade o monitoramento com um sistema que, além de identificar a placa, analisa as características dos veículos que estão sendo usados para praticar roubos na cidade. Tenho certeza que esse sistema vai ajudar muito na redução dos assaltos em Niterói”, disse Neves.

O prefeito lembrou ainda que o sistema faz parte do conjunto de medidas do Pacto Niterói contra a Violência, lançado por ele no dia 6 de agosto, que prevê investimento de R$ 304 milhões nos próximos dois anos em 19 projetos nos eixos de prevenção, policiamento e Justiça, convivência e engajamento dos cidadãos e ação territorial integrada.

Para agilizar a compra do equipamento, a Prefeitura de Niterói optou por uma adesão à Ata de Registro de Preço (ARP) feita pela Prefeitura de Vitória, no Espírito Santo, que concluiu em março a instalação de um sistema de cercamento semelhante. Isso deu mais agilidade ao processo, sem a necessidade de uma licitação.

O projeto terá um custo de R$ 6,6 milhões, que serão pagos em quatro anos pela prefeitura, com gastos de cerca de R$ 1,6 milhão por ano. Ao final dos quatro anos todo o equipamento pertencerá à prefeitura. A empresa 7Lan Tecnologia será a responsável pela instalação e manutenção do equipamento durante o período e o sistema de cercamento eletrônico começa a funcionar até o final do ano.
Além das 70 novas câmeras inteligentes, o sistema contará com as 27 câmeras instaladas nos oito portais de segurança existentes nas principais vias de entrada e saída da cidade.

Cada vez que um veículo em situação irregular é identificado, um alerta soará no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), de onde as câmeras serão monitoradas, para que a polícia possa ser acionada para a interceptação. Após a identificação, o veículo também passa a ser rastreado pelas outras câmeras do Cisp para facilitar a abordagem.

Além de identificar veículos em situação irregular, através do cruzamento de dados com os arquivos da polícia, o sistema disponibilizará o registro da ocorrência com informações sobre data, local, características do veículo e circunstâncias do delito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =