Enfermeiro baleado no Rio trabalha em hospital de Niterói

O enfermeiro Luiz Otávio Silva, de 27 anos, voltava do seu trabalho em um hospital particular da Alameda São Boaventura, no Fonseca, em Niterói, quando foi baleado na cabeça ontem (15) à noite durante um assalto em Guadalupe, zona norte do Rio. De acordo com o relato de testemunhas, dois homens armados entraram no ônibus 712 em que Luiz estava e distraído por estar de fones de ouvido, o enfermeiro não percebeu de imediato a ação dos criminosos praticada na Avenida Brasil. O jovem ficou nervoso e o bandido disparou. Ainda segundo testemunhas, o aparelho celular da vítima foi levado.

O enfermeiro foi socorrido por homens do Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. A Polícia Militar foi acionada até o local, porém os assaltantes conseguiram escapar. As investigações sobre o caso estão sob responsabilidade da 31ª DP (Ricardo de Albuquerque). Até o início da tarde de hoje (16) o estado de saúde de Luiz é grave. Ele chegou passou por uma cirurgia e, segundo nota da Secretaria de Saúde divulgada pela manhã, o paciente está na sala de trauma e entubado.

A vítima é moradora de Seropédica. A pai de Luiz disse estar arrasado e que o filho mantém uma rotina tranquila, geralmente de casa para o trabalho. De acordo com o marido de Luiz, o enfermeiro dava aulas em um curso técnico e atualmente faz um curso à distância para uma maior especialização dentro da área da enfermagem e acorda sempre às 4h para ir trabalhar. A família de Luiz informou que ele chegou lúcido ao hospital. Eles souberam do fato através de uma vizinha que usa a mesma linha de ônibus que Luiz. A mulher relatou as características da vítima e os familiares foram atrás de maiores informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 3 =