Encontro entre autoridades debate retorno do RAS em Niterói

O retorno do regime adicional de serviço (RAS) nas delegacias de Polícia Civil em Niterói foi um dos temas debatidos na reunião de ontem do Conselho Comunitário de Segurança Pública, realizado na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade. O retorno, em menor escala, do efetivo extra nas distritais foi tema da reportagem na edição de quinta-feira (7) de A TRIBUNA.

Representando o Governo do Estado, o major Abrahão Clímaco, coordenador do Segurança Presente em Niterói, confirmou que, além da 76ª DP (Niterói) e 77ª DP (Icaraí), a 81ª DP (Itaipu) irá contar com um policial a mais, durante a semana. “O RAS da Polícia Civil já está em andamento, não da forma anterior. Apenas em três delegacias. Na 76ª DP, central de flagrantes, com dois; e a 81ª DP e a 77ª DP, com um cada”, esclareceu.

Francis Leonardo, atual presidente do Conselho, comentou a situação. Por um lado, ele comemorou o retorno do RAS, que ficou suspenso durante aproximada mente um mês. Mas por outro, ele pontuou que, no caso da Delegacia do Centro, ter os agentes divididos em apenas dois turnos pode prejudicar a qualidade de vida dos agentes, especialmente aqueles que moram em lugares mais distantes.

“O RAS está aí, mas são apenas dois turnos, antes eram três [na 76ª DP]. Como fica o policial que mora em Queimados, por exemplo, e precisa pegar na delegacia ás 5h? Como fica a saúde mental dele? Eu acho que a gente precisa continuar falando disso, a Polícia Civil é importante e, nesse conselho, a gente consegue ajudar bastante a Polícia Civil”, pontuou Francis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × dois =