Empresário da Região Oceânica é suspeito de importar motos para traficante

A Polícia Civil está investigando um empresário morador do bairro de Piratininga, Região Oceânica de Niterói, por ser o destinatário de motos elétricas importadas, que seriam destinadas ao tráfico de drogas. Segundo informações iniciais da investigação, os veículos seriam sorteados no Baile da Gaiola, na Vila Cruzeiro, Zona Norte do Rio de Janeiro.

A apreensão dos veículos aconteceu na madrugada desta terça-feira (21). Ao todo, 17 motos elétricas foram encontradas, em um caminhão, por policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Chatuba, no Complexo da Penha, durante ação de fiscalização. O caminhão estaria indo justamente em direção à Vila Cruzeiro.

A ocorrência foi registrada pela 22ª DP (Penha). O delegado Wellington Vieira, titular da distrital, abriu inquérito para investigar o caso. Ele apura a participação do traficante Wilton Carlos Quintanilha, mais conhecido como “Abelha”, no processo de importação das motos. O criminoso é foragido da Justiça.

“Abelha” deixou o Complexo de Gericinó há aproximadamente dois meses. Ele teria sido um dos beneficiados de esquema em que o ex-secretário de Administração Penitenciária, Raphael Montenegro, teria participação. Em imagens de câmeras de segurança, é possível ver o bandido deixando a unidade prisional e, em seguida, supostamente cumprimentando o então secretário, que está preso após ser alvo de ação da Polícia Federal.

A Polícia Civil não divulgou a identidade do empresário niteroiense, mas garantiu que ele será intimado a prestar depoimento para esclarecer sua participação na aquisição das motos, bem como eventual relação com “Abelha”. Além disso, o motorista e o ajudante, que estavam no caminhão abordado, foram liberados pela polícia mas também serão novamente chamados para prestar esclarecimentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.