Empresa mineira vai construir interligação de gás no Comperj

Anderson Carvalho –

A empresa Actemium, com sede em Belo Horizonte (MG), vai assinar, nos próximos dias, contrato com a Petrobras para fazer a obra de interligação das esferas de gás no Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí. A empresa venceu no início do mês concorrência pública feita pela estatal, por ter apresentado a melhor proposta relacionada à obra, no valor estimado de R$ 103 milhões. Em segundo lugar ficou o consórcio formado pela Tridimensional e a Milplan, com R$ 133 milhões. Falta definir o número de empregos a serem criados e o início das obras.

Segundo a Petrobras, os gases trazidos do pré-sal ficaram armazenados bestas esferas, nas quais serão processadas pela Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN), na qual irá iniciar as suas obras. Esta obra foi vencida pela empresa chinesa Kerui no ano passado. A Actemium executará projeto que seria feito a partir de 2011, quando a Petrobras assinara contrato com a empresa Jaraguá para a execução dos serviços de elaboração do projeto executivo, construção civil e montagem eletromecânica das interligações, subestações e do sistema de combustão de vapores para a área de tancagem. Seriam executadas as interligações de 49 tanques, cinco vasos, seis esferas, além de quatro subestações.

As companhias previam a utilização de aproximadamente 4.200 toneladas de tubulação, 40 mil metros cúbicos de concreto para as estruturas e 730 km de cabos elétricos. O prazo contratual para execução dos serviços era de 900 dias corridos. Atualmente a empresa Jaraguá está se recuperando em processo judicial.

Este não é o primeiro contrato entre a estatal e a Actemium. Em março de 2018, as duas empresas assinaram contrato para a revitalização das plataformas de produção P-55 e P-62.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *